Pr. Elianderson Castro

Pr. Elianderson Castro

Sede Estadual – AM pr.elianderson@pazevida.org.br

Pr. Alex Oliveira

Pr. Alex Oliveira

Sede Estadual – PA pr.alexoliveira@pazevida.org.br

Pr. Sandro Pinheiro

Pr. Sandro Pinheiro

Sede Distrital – DF   pr.sandropinheiro@pazevida.org.br

Pr. Joaquim Neto

Pr. Joaquim Neto

Sede Internacional – SP   pr.joaquimneto@pazevida.org.br  

Pr. Márcio Silva

Pr. Márcio Silva

Sede Estadual - PI pr.marciodasilva@pazevida.org.br

Pra. Marta Aguiar

Pra. Marta Aguiar

Sede Estadual – SC pra.martaaguiar@pazevida.org.br

Pr. Neilton Rocha

Pr. Neilton Rocha

Sede Estadual – RJ pr.neilton@pazevida.org.br

Pr. Regino Barros

Pr. Regino Barros

Sede Estadual – PB pr.reginobarros@pazevida.org.br

Pr. Carlos Pinheiro

Pr. Carlos Pinheiro

Sede Estadual – AL pr.carlospinheiro@pazevida.org.br

Pr. Rodrigo Rosa

Pr. Rodrigo Rosa

Sede Estadual - GO pr.rodrigorosa@pazevida.org.br

Pr. Jean Vilela

Pr. Jean Vilela

Sede Estadual - RN pr.jeanvilela@pazevida.org.br

Pr. Luiz Carlos

Pr. Luiz Carlos

Sede Estadual – MA pr.luizcarlos@pazevida.org.br

Pr. Luciano Alves

Pr. Luciano Alves

Sede Estadual – PE pr.luciano@pazevida.org.br

Pr. Gilvan Gomes

Pr. Gilvan Gomes

Sede Estadual - SE pr.gilvamgomes@pazevida.org.br

Pr. Ubyratan Araújo

Pr. Ubyratan Araújo

Sede Estadual – BA pr.ubyratan@pazevida.org.br

Pr. Fábio Henrique

Pr. Fábio Henrique

Sede Nacional em Portugal pr.fabiohenrique@pazevida.org.br

Pr. Crescio Rezende

Pr. Crescio Rezende

Sede Estadual – CE pr.crescio@pazevida.org.br

Pr. Gilson Marques

Pr. Gilson Marques

Sede Estadual – RS pr.gilsonmarques@pazevida.org.br

Pr. Delson Campos

Pr. Delson Campos

Sede Estadual – PR pr.delson@pazevida.org.br

Pr. Danyel Pagliarin

Pr. Danyel Pagliarin

Sede Estadual – MG pr.danyelpagliarin@pazevida.org.br

Ansiedade: conheça os principais sintomas da doença

O transtorno de ansiedade, muitas vezes encarado com descaso, é uma doença como qualquer outra e pode interferir na vida social e profissional das pessoas.

Ficar apreensivo em situações que causam grande expectativa, como entrevistas de emprego, viagens e cirurgias, por exemplo, é normal. Mas isso não deve ser confundido com o transtorno de ansiedade generalizada (TAG), um distúrbio mental que se manifesta de forma excessiva, persistente e de difícil controle. Ele pode afetar pessoas de todas as idades, mas, em geral, as mulheres são mais vulneráveis. Se você sofre de dores de cabeça e musculares, pressão alta, perturbação do sono, irritabilidade e agitação constante, sem nenhum sinal de doença física, é melhor ficar atento.

O distúrbio é caracterizado pela preocupação excessiva sobre coisas que normalmente não impactam as pessoas. O sentimento de agitação e preocupação sem motivo aparente pode surgir ao fazer compras, comer em um restaurante ou em simples afazeres domésticos. A situação pode piorar com a dificuldade de concentração e ataques de pânico.

Sintomas e tratamento

Os problemas podem parecer pequenos para outras pessoas, mas não para quem sofre do transtorno. O distúrbio, por impactar a esfera emocional, pode ser muito difícil de ser controlado sem ajuda de um profissional. Pessoas que sofrem de ansiedade costumam se sentir nervosas, tensas e preocupadas com coisas que, antes, não pareciam tão graves ou com motivos considerados banais pelas outras. A pessoa pode ter eventuais ataques de pânico e estar sempre à espera de acontecimentos ruins, sem razão óbvia, ou considerar apenas os aspectos negativos de cada circunstância.

Em alguns casos, o pensamento pode pairar sobre algum assunto em particular, sem a pessoa conseguir tirá-lo da mente. Para um ansioso, o mundo pode parecer não acompanhar seu ritmo. Na vida social, pode parecer que todos estão olhando e julgando, mas conversar sobre o problema pode ser extremamente difícil.

Já no corpo, é comum sentir coceiras e picadas na pele, principalmente nos membros e na cabeça, suor e ondas de calor, assim como tontura, alterações no batimento cardíaco, aumento da pressão arterial, tensão nos músculos e aumento da necessidade de ir ao banheiro. Sentir-se doente sem perceber sintomas, incapaz de relaxar ou dormir com tranquilidade e de se concentrar também são alguns dos sinais da ansiedade generalizada.

Dependendo do caso, o tratamento do distúrbio consiste na combinação de medicamentosansiolíticosou antidepressivos, indicados por um profissional, e depsicoterapia.

Fonte: VEJA


bannerMemorial

Aguarde Novas Atualizações

 

   

 



 

Qual destas três Mensagens abaixo você gostaria de ouvir na segunda-feira 21/08/2017?