Pr. Carlos Pinheiro

Pr. Carlos Pinheiro

Sede Estadual – AL pr.carlospinheiro@pazevida.org.br

Pr. Regino Barros

Pr. Regino Barros

Sede Estadual – PB pr.reginobarros@pazevida.org.br

Pra. Marta Aguiar

Pra. Marta Aguiar

Sede Estadual – SC pra.martaaguiar@pazevida.org.br

Pr. Alex Oliveira

Pr. Alex Oliveira

Sede Estadual – PA pr.alexoliveira@pazevida.org.br

Pr. Joaquim Neto

Pr. Joaquim Neto

Sede Internacional – SP   pr.joaquimneto@pazevida.org.br  

Pr. Luiz Carlos

Pr. Luiz Carlos

Sede Estadual – MA pr.luizcarlos@pazevida.org.br

Pr. Ubyratan Araújo

Pr. Ubyratan Araújo

Sede Estadual – BA pr.ubyratan@pazevida.org.br

Pr. Crescio Rezende

Pr. Crescio Rezende

Sede Estadual – CE pr.crescio@pazevida.org.br

Pr. Luciano Alves

Pr. Luciano Alves

Sede Estadual – PE pr.luciano@pazevida.org.br

Pr. Jean Vilela

Pr. Jean Vilela

Sede Estadual - RN pr.jeanvilela@pazevida.org.br

Pr. Delson Campos

Pr. Delson Campos

Sede Estadual – PR pr.delson@pazevida.org.br

Pr. Neilton Rocha

Pr. Neilton Rocha

Sede Estadual – RJ pr.neilton@pazevida.org.br

Pr. Fábio Henrique

Pr. Fábio Henrique

Sede Nacional em Portugal pr.fabiohenrique@pazevida.org.br

Pr. Rodrigo Rosa

Pr. Rodrigo Rosa

Sede Estadual - GO pr.rodrigorosa@pazevida.org.br

Pr. Sandro Pinheiro

Pr. Sandro Pinheiro

Sede Distrital – DF   pr.sandropinheiro@pazevida.org.br

Pr. Márcio Silva

Pr. Márcio Silva

Sede Estadual - PI pr.marciodasilva@pazevida.org.br

Pr. Gilvan Gomes

Pr. Gilvan Gomes

Sede Estadual - SE pr.gilvamgomes@pazevida.org.br

Pr. Elianderson Castro

Pr. Elianderson Castro

Sede Estadual – AM pr.elianderson@pazevida.org.br

Pr. Gilson Marques

Pr. Gilson Marques

Sede Estadual – RS pr.gilsonmarques@pazevida.org.br

Pr. Danyel Pagliarin

Pr. Danyel Pagliarin

Sede Estadual – MG pr.danyelpagliarin@pazevida.org.br

Operadora cobra R$ 800 para cancelar pacote de cliente

O servidor público Francisco Pereira, morador de Valparaíso de Goiás (GO), está tentando cancelar o seu pacote de TV por assinatura desde que teve os canais abertos Record TV, Sbt e RedeTV cortados sem aviso prévio, no último dia 27 (segunda-feira). Como ficou sem os canais locais e agora terá que instalar uma antena em casa, o que vai gerar custos, o servidor decidiu cancelar o serviço. Mas quando ligou para a operadora Oi recebeu a informação de que terá de pagar R$ 800 para cancelar em função de uma cláusula de fidelidade. 

— Tenho pacote da Oi, no valor de R$ 260, que inclui celular, fixo, internet e TV por assinatura. Dia 27 a Oi parou de exibir a Record, a RedeTV! e o SBT. Liguei para cancelar, porque não quero ficar sem os canais, e me disseram que só se eu pagasse R$ 800, falaram que está no contrato. Só que eu contratei o pacote por telefone e não assinei nenhum documento. 

Para tentar resolver o problema, Francisco procurou o Procon de Valparaíso de Goiás. O órgão de defesa do consumidor ficou de auxiliar Francisco, mas explicou que é normal a cobrança em caso de contratos com cláusulas de fidelidade. Disse ainda que é possível que os canais abertos não façam parte do pacote de Francisco, que ficou de levar ao Procon os documentos que possui, como o protocolo de atendimento. 

— Eu não informado do cancelamento dos canais pela operadora. Eu vi pela televisão quando fui assistir a novela. Eu quero simplesmente cancelar porque vou colocar a antena para pegar os canais abertos. Eu não quebrei contrato nenhum, quem está quebrando é a operadora. Me venderam um pacote e me tiraram canais. 

O servidor público explicou que está acompanhando uma novela, O Rico e o Lazáro, e que assiste ao jornalismo local da Rede Tv! e da Record TV. 

A advogada da Proteste no Distrito Federal, Flavia Lefevre, explica que contratos com fidelidade podem ser reiscindidos pelo consumidor já que houve quebra contratual por parte das operadoras.

— Se ele quiser reiscindir, mesmo que ele tenha um contrato de fidelidade ele não estaria descumprindo o contrato de fidelidade porque antes disso ele teve um descumprimento de contrato por parte da TV por assinatura.

Operadora

Procurada por email e telefone, a operadora Oi informou que já estra tratando do caso do cliente mencionado pela reportagem e que até o final do dia desta segunda (3) terá um posicionamento sobre o assunto.

Fonte: R7


bannerMemorial

Aguarde Novas Atualizações

 

   

 



 

Qual destas três Mensagens abaixo você gostaria de ouvir na segunda-feira 21/08/2017?