Pr. Rodrigo Rosa

Pr. Rodrigo Rosa

Sede Estadual - GO pr.rodrigorosa@pazevida.org.br

Pr. Neilton Rocha

Pr. Neilton Rocha

Sede Estadual – RJ pr.neilton@pazevida.org.br

Pr. Carlos Pinheiro

Pr. Carlos Pinheiro

Sede Estadual – AL pr.carlospinheiro@pazevida.org.br

Pr. Jean Vilela

Pr. Jean Vilela

Sede Estadual - RN pr.jeanvilela@pazevida.org.br

Pr. Regino Barros

Pr. Regino Barros

Sede Estadual – PB pr.reginobarros@pazevida.org.br

Pr. Crescio Rezende

Pr. Crescio Rezende

Sede Estadual – CE pr.crescio@pazevida.org.br

Pr. Elianderson Castro

Pr. Elianderson Castro

Sede Estadual – AM pr.elianderson@pazevida.org.br

Pr. Delson Campos

Pr. Delson Campos

Sede Estadual – PR pr.delson@pazevida.org.br

Pr. Luciano Alves

Pr. Luciano Alves

Sede Estadual – PE pr.luciano@pazevida.org.br

Pr. Márcio Silva

Pr. Márcio Silva

Sede Estadual - PI pr.marciodasilva@pazevida.org.br

Pr. Joaquim Neto

Pr. Joaquim Neto

Sede Internacional – SP   pr.joaquimneto@pazevida.org.br  

Pr. Fábio Henrique

Pr. Fábio Henrique

Sede Nacional em Portugal pr.fabiohenrique@pazevida.org.br

Pr. Gilson Marques

Pr. Gilson Marques

Sede Estadual – RS pr.gilsonmarques@pazevida.org.br

Pr. Gilvan Gomes

Pr. Gilvan Gomes

Sede Estadual - SE pr.gilvamgomes@pazevida.org.br

Pr. Danyel Pagliarin

Pr. Danyel Pagliarin

Sede Estadual – MG pr.danyelpagliarin@pazevida.org.br

Pr. Luiz Carlos

Pr. Luiz Carlos

Sede Estadual – MA pr.luizcarlos@pazevida.org.br

Pra. Marta Aguiar

Pra. Marta Aguiar

Sede Estadual – SC pra.martaaguiar@pazevida.org.br

Pr. Ubyratan Araújo

Pr. Ubyratan Araújo

Sede Estadual – BA pr.ubyratan@pazevida.org.br

Pr. Sandro Pinheiro

Pr. Sandro Pinheiro

Sede Distrital – DF   pr.sandropinheiro@pazevida.org.br

Pr. Alex Oliveira

Pr. Alex Oliveira

Sede Estadual – PA pr.alexoliveira@pazevida.org.br

Brasil deve produzir 25,1% a mais de grãos em 2017, prevê IBGE

Pela 6ª vez consecutiva, o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) aumentou a estimativa de colheita da safra de grãos para 2017. A previsão é de uma supersafra de 230,3 milhões de toneladas, o que representa um aumento de 25,1% em relação ao ano passado. A expansão da produção agrícola é uma das apostas para a recuperação da economia brasileira. Os dados foram divulgados nesta terça-feira (11) em Cuiabá.

Na primeira estimativa para a safra de 2017, divulgada em novembro de 2016, a previsão era aumento de 13,9%. Em março, esse percentual evoluiu para 21,8% maior do que a de 2016, quando o país colheu 184 milhões de toneladas de grãos.

A maior parte da produção nacional no setor neste ano deverá ser de soja, arroz e milho - que somados deverão corresponder a 93,5% total produzido. Mato Grosso deverá continuar sendo o maior produtor do país, responsável por 25,3% do total. Em segundo e terceiro lugar vêm o Paraná, com 18,3%, e o Rio Grande do Sul (14,8%).

Segundo dados do Levantamento Sistemático da Produção Agrícola, a estimativa de área a ser colhida neste ano é de 60,7 milhões de hectares, o que representa 6,3% a mais em relação a 2016.

Para o IBGE, o aumento na produtividade nacional de grãos é devido principalmente às condições climáticas, com chuvas nos estados produtores desde a época do plantio, em outubro de 2016. Outro fator que deve ser levado em conta é o investimento em tecnologia por parte dos produtores.

"Este ano realmente o clima foi o principal motivo para o crescimento da safra.
Tivemos um clima excelente. Mas também estamos comparando com o anterior no qual
tivemos o problema da seca, que afetou muito a produção nos estados.
Existem também avanços tecnológicos, a cada ano o produtor investe mais
em tecnologia, e este ano não foi diferente", disse Carlos Alfredo Guedes,
gerente do LSPA, 
que citou produtos como fertilizantes e de controle de pragas
como 
exemplos de recursos usados pelos produtores.

Em relação à soja, a expectativa de safra recorde no Brasil está confirmada, com produção estimada em 110,9 milhões de toneladas e ainda em crescimento. Os produtores de Mato Grosso são responsáveis por 27,9% de toda a soja produzida no país.

A previsão atualizada da produção de milho no Brasil é de 92,3 milhões de toneladas para este ano, 4,4% acima do que havia sido previsto no último mês de fevereiro. Do total estimado, 67,3% (62,1 milhões de toneladas) são referentes ao milho de 2ª safra, o chamado milho safrinha, enquanto 32,7% (30,2 milhões) são relacionados ao de 1ª safra.

Maior produtor brasileiro de milho safrinha, Mato Grosso tem estimativa de produção de 24 toneladas, motivada principalmente por crescimento de 10,3% da área a ser colhida.

Em relação ao arroz, cujo maior produtor brasileiro é o Rio Grande do Sul, com 70,9% do total, a estimava de março é de produção de 12 milhões de toneladas para 2017. Somente no estado gaúcho, a produção estimada é de 8,5 milhões de toneladas. Conforme o IBGE, as condições climáticas foram favoráveis para a colheita nas duas últimas semanas, que está em praticamente metade da área total (49%).

Fonte: G1


bannerMemorial

Aguarde Novas Atualizações

 

   

 



 

Qual destas três Mensagens abaixo você gostaria de ouvir na segunda-feira 21/08/2017?