Pr. Gilvan Gomes

Pr. Gilvan Gomes

Sede Estadual - SE pr.gilvamgomes@pazevida.org.br

Pr. Crescio Rezende

Pr. Crescio Rezende

Sede Estadual – CE pr.crescio@pazevida.org.br

Pr. Jean Vilela

Pr. Jean Vilela

Sede Estadual - RN pr.jeanvilela@pazevida.org.br

Pra. Marta Aguiar

Pra. Marta Aguiar

Sede Estadual – SC pra.martaaguiar@pazevida.org.br

Pr. Ubyratan Araújo

Pr. Ubyratan Araújo

Sede Estadual – BA pr.ubyratan@pazevida.org.br

Pr. Delson Campos

Pr. Delson Campos

Sede Estadual – PR pr.delson@pazevida.org.br

Pr. Carlos Pinheiro

Pr. Carlos Pinheiro

Sede Estadual – AL pr.carlospinheiro@pazevida.org.br

Pr. Neilton Rocha

Pr. Neilton Rocha

Sede Estadual – RJ pr.neilton@pazevida.org.br

Pr. Luciano Alves

Pr. Luciano Alves

Sede Estadual – PE pr.luciano@pazevida.org.br

Pr. Rodrigo Rosa

Pr. Rodrigo Rosa

Sede Estadual - GO pr.rodrigorosa@pazevida.org.br

Pr. Regino Barros

Pr. Regino Barros

Sede Estadual – PB pr.reginobarros@pazevida.org.br

Pr. Sandro Pinheiro

Pr. Sandro Pinheiro

Sede Distrital – DF   pr.sandropinheiro@pazevida.org.br

Pr. Fábio Henrique

Pr. Fábio Henrique

Sede Nacional em Portugal pr.fabiohenrique@pazevida.org.br

Pr. Alex Oliveira

Pr. Alex Oliveira

Sede Estadual – PA pr.alexoliveira@pazevida.org.br

Pr. Gilson Marques

Pr. Gilson Marques

Sede Estadual – RS pr.gilsonmarques@pazevida.org.br

Pr. Luiz Carlos

Pr. Luiz Carlos

Sede Estadual – MA pr.luizcarlos@pazevida.org.br

Pr. Márcio Silva

Pr. Márcio Silva

Sede Estadual - PI pr.marciodasilva@pazevida.org.br

Pr. Danyel Pagliarin

Pr. Danyel Pagliarin

Sede Estadual – MG pr.danyelpagliarin@pazevida.org.br

Pr. Joaquim Neto

Pr. Joaquim Neto

Sede Internacional – SP   pr.joaquimneto@pazevida.org.br  

Pr. Elianderson Castro

Pr. Elianderson Castro

Sede Estadual – AM pr.elianderson@pazevida.org.br

Atirador de Las Vegas tinha no total 42 armas: 19 em casa e 23 em hotel

Stephen Paddock, o atirador que matou 59 pessoas e deixou mais de 500 feridas na noite do domingo (1º), em Las Vegas, nos Estados Unidos, possuía um total de 42 armas. As autoridades encontraram 23 delas no quarto do hotel Mandalay Bay, onde ele se hospedou para atirar contra a plateia de um festival de música country.

Outras 19 armas estavam na casa de Paddock, em Mesquite, Nevada, a cerca de 130 km de Las Vegas, de acordo com Todd Fasulo, assistente do xerife do Condado de Clark, informou a EFE.

Paddock possuía também dois dispositivos que faziam com que as armas semiautomáticas pudessem abrir fogo automaticamente.

Além disso, a polícia encontrou no veículo dele vários quilos de nitrato de amônio, um material utilizado para a fabricação de explosivos.

Das janelas do quarto do hotel Mandalay Bay, um famoso cassino e resort de Las Vegas, Paddock começou a atirar por volta das 22h (horário local; 1h desta segunda, no horário de Brasília), na direção do Route 91 Harvest Festival, um festival de música country ao ar livre.

Mais de 22 mil pessoas estavam no local. Vídeos mostram que elas correram na tentativa de se proteger dos disparos. A ação já é considerada o maior ataque a tiros da história dos Estados Unidos.

A polícia começou as buscas dentro do hotel. Seis agentes de uma equipe da unidade de elite Swat chegaram até o quarto em que o atirador estava no 32º andar, após revistar o hotel de apartamento em apartamento.

O xerife do Condado de Clark, Joseph Lombardo, contou que o atirador passou seus últimos momentos disparando desesperadamente contra os policiais.

A primeira notícia sobre ele era de que havia sido morto por policiais no Hotel Mandalay Bay. Depois, a polícia esclareceu o ocorrido. "Acreditamos que o homem tirou a própria vida antes da nossa entrada em seu quarto", afirmou Lombardo.

O Estado Islâmico, que reivindicou o ataque, afirma que Paddock se converteu ao islamismo meses atrás. No entanto, o FBI diz que não encontrou nenhuma evidência de ligação do atirador com o grupo terrorista.

Quem era o atirador?

Stephen Paddock, de 64 anos, era um contador aposentado sem histórico criminal. Ele vivia atualmente no estado de Nevada, segundo informações da imprensa americana.

O irmão de Stephen Paddock, Eric, disse estar "completamente atordoado" com o ataque realizado pelo irmão. "Não conseguimos entender o que aconteceu", disse. Ainda de acordo com Eric, o irmão não era um homem violento.

"Era um cara rico que jogava vídeo-pôquer em cruzeiros", descreveu Eric, acrescentando que Stephen jogava pôquer apostando US$ 100 por mão e podia comprar o que quisesse. De acordo com o familiar, ele teria ganhado dinheiro investindo em imóveis.

Eric afirmou ainda que o atirador não tinha qualquer vínculo político ou religioso. "Nada. Nenhuma afiliação religiosa, política. Ele só saía para passear", disse. "Era apenas um cara normal. Algo se rompeu nele, algo aconteceu", sugeriu.

Fonte: G1


bannerMemorial

Terça, dia 24/10, às 19h Reunião do PROVER     SEDE INTERNACIONAL     Av. Cruzeiro do Sul, 1965 - Santana - São Paulo - SP

 

   

 



 

Qual destas três Mensagens abaixo você gostaria de ouvir na segunda-feira 30/10/2017?