Pr. Luciano Alves

Pr. Luciano Alves

Sede Estadual – AM [email protected]

Pr. Danyel Pagliarin

Pr. Danyel Pagliarin

Sede Estadual – RJ [email protected]

Pr. Raphael Batista

Pr. Raphael Batista

Sede Estadual – RS [email protected]

Pr. Neilton Rocha

Pr. Neilton Rocha

Sede Internacional – SP   [email protected]  

Pr. Delson Campos

Pr. Delson Campos

Sede Estadual – PE [email protected]

Pr. Wesley Santos

Pr. Wesley Santos

Sede Estadual – PR [email protected]

Pr. Carlos Pinheiro

Pr. Carlos Pinheiro

Sede Estadual – AL [email protected]

Pr. Joaquim Neto

Pr. Joaquim Neto

Sede Estadual – MG [email protected]

Pr. Reinaldo Rosário

Pr. Reinaldo Rosário

Sede Estadual – CE [email protected]

Pr. Dionatan Freitas

Pr. Dionatan Freitas

Sede Estadual - GO [email protected]

Pr. Crescio Rezende

Pr. Crescio Rezende

Sede Estadual - RN [email protected]

Pr. Emerson Stevanelli

Pr. Emerson Stevanelli

Sede Estadual – PB [email protected] [email protected]

Pr. Fábio Henrique

Pr. Fábio Henrique

Sede Nacional em Portugal [email protected]

Pr. Regino Barros

Pr. Regino Barros

Sede Estadual – BA   [email protected]

Pr. Gilvan Gomes

Pr. Gilvan Gomes

Sede Estadual - SE [email protected]

Pr. Leonardo Pinheiro

Pr. Leonardo Pinheiro

Sede Estadual – MA [email protected]

Pr. Márcio Silva

Pr. Márcio Silva

Sede Estadual - PI [email protected]

Pr. Sandro Pinheiro

Pr. Sandro Pinheiro

Sede Distrital – DF   [email protected]

PF faz operações contra tráfico internacional de drogas em SC

Polícia Federal realiza, nesta terça-feira, novas fases das operações Oceano Branco e Contentor, que combatem quadrilhas especializadas em tráfico internacional de drogas nos portos de Santa Catarina. Segundo a PF, as operações buscam desmantelar grupos criminosos que atuavam de forma semelhante, inserindo “quantidades volumosas” de entorpecentes em cargas de mercadorias lícitas que seriam exportadas, na maioria das vezes, para a Europa.

Nas ruas, 450 policiais federais e 25 auditores da Receita Federal cumprem 104 mandados de busca e apreensão, 45 de prisão preventiva (sem prazo máximo de duração), quinze de prisão temporária (inicialmente por cinco dias) e doze conduções coercitivas. Além de Santa Catarina, as decisões judiciais estão sendo cumpridas nos estados de Rio Grande do Sul, São Paulo, Pernambuco, São Paulo, Paraíba e Rio de Janeiro.

O grupo criminoso que está no centro da Operação Contentor utilizava pequenos aviões que eram usados para transportar a carga de entorpecentes da Bolívia até o aeroclube de São Francisco do Sul (SC). A droga era acomodada em bolsas e inseridas em contêineres que saíam do porto de Itapoá (SC).

Já a Operação Oceano Branco mira três grupos criminosos que usavam como posto de saída o Complexo Portuário Itajaí-Navegantes, também no estado, utilizando como disfarce da droga os mais variados tipos de mercadoria, como bobinas de aço, blocos de granito e até abacaxi em latas. Juntas, as três quadrilhas investigadas nessa operação movimentaram cerca de 2,5 toneladas de droga.

Segundo a PF, os investigados na operação responderão pelos crimes de tráfico internacional de entorpecentes, associação ao tráfico, falsificação de documentos e uso de documentos falsos. Cada ato de repasse de drogas ao exterior pode acarretar em uma pena de até 25 anos de prisão.

Fonte: VEJA


bannerMemorial

Dom. dia 15/07, às 8h Reunião do Santo Jejum PAZ E VIDA DE POÁ           Av. Vital Brasil, 63 - Centro - Poá - SP

 

   

 



 

Qual destas três Mensagens abaixo você gostaria de ouvir na segunda-feira 16/07/2018?