Pr. Wesley Santos

Pr. Wesley Santos

Sede Estadual – PR [email protected]

Pr. Neilton Rocha

Pr. Neilton Rocha

Sede Internacional – SP   [email protected]  

Pr. Danyel Pagliarin

Pr. Danyel Pagliarin

Sede Estadual – RJ [email protected]

Pr. Gilvan Gomes

Pr. Gilvan Gomes

Sede Estadual - SE [email protected]

Pr. Joaquim Neto

Pr. Joaquim Neto

Sede Estadual – MG [email protected]

Pr. Delson Campos

Pr. Delson Campos

Sede Estadual – PE [email protected]

Pr. Reinaldo Rosário

Pr. Reinaldo Rosário

Sede Estadual – CE [email protected]

Pr. Raphael Batista

Pr. Raphael Batista

Sede Estadual – RS [email protected]

Pr. Sandro Pinheiro

Pr. Sandro Pinheiro

Sede Distrital – DF   [email protected]

Pr. William Alves

Pr. William Alves

Sede Estadual – [email protected]

Pr. Márcio Silva

Pr. Márcio Silva

Sede Estadual - PI [email protected]

Pr. Luciano Alves

Pr. Luciano Alves

Sede Estadual – AM [email protected]

Pr. Leonardo Pinheiro

Pr. Leonardo Pinheiro

Sede Estadual – MA [email protected]

Pr. Dionatan Freitas

Pr. Dionatan Freitas

Sede Estadual - GO [email protected]

Pr. Crescio Rezende

Pr. Crescio Rezende

Sede Estadual - RN [email protected]

Pr. Carlos Pinheiro

Pr. Carlos Pinheiro

Sede Estadual – AL [email protected]

Pr. Fábio Henrique

Pr. Fábio Henrique

Sede Nacional em Portugal [email protected]

Pr. Regino Barros

Pr. Regino Barros

Sede Estadual – BA   [email protected]

Pr. Emerson Stevanelli

Pr. Emerson Stevanelli

Sede Estadual – PB [email protected] [email protected]

Produção industrial sobe 0,2% em novembro, terceira alta seguida

produção industrial subiu 0,2% em novembro frente a outubro, divulgou o IBGE nesta sexta-feira. O resultado representa a terceira alta consecutiva neste tipo de comparação. Em relação a novembro do ano passado, a produção foi 4,7% maior – o melhor resultado neste tipo de comparação para o mês desde 2010.

Metade dos setores tiveram aumento na produção frente ao mês passado. As principais influências positivas foram produtos farmoquímicos e farmacêuticos (6,5%), segundo o IBGE

O setor de bebidas foi oi que mais teve impacto negativo no mês (queda de 5,7%). “Outros impactos negativos importantes foram observados nos setores de confecção de artigos do vestuário e acessórios (5,8%), de produtos diversos (9,0%), de máquinas e equipamentos (1,4%) e de veículos automotores, reboques e carrocerias (0,7%)”, diz o IBGE.

Apesar da queda em relação a outubro, o setor automotivo teve alta de 18,8% em novembro na comparação com o mesmo mês de 2016. Foi a maior contribuição para o resultado positivo da indústria no confronto com novembro do ano passado. Em 2017, a venda de veículos novos subiu pela primeira vez após quatro anos, com uma alta de 9,25%, segundo a Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores (Fenabrave).

Fonte: VEJA


bannerMemorial

Dom. dia 21/10, às 8h     Reunião do Santo Jejum   SEDE ZONA LESTE         Av. Celso Garcia, 6076 - Penha - São Paulo - SP