Pr. Márcio Silva

Pr. Márcio Silva

Sede Estadual - PI [email protected]

Pr. Dionatan Freitas

Pr. Dionatan Freitas

Sede Estadual - GO [email protected]

Pr. Regino Barros

Pr. Regino Barros

Sede Estadual – BA   [email protected]

Pr. Gilvan Gomes

Pr. Gilvan Gomes

Sede Estadual - SE [email protected]

Pr. Danyel Pagliarin

Pr. Danyel Pagliarin

Sede Estadual – RJ [email protected]

Pr. Joaquim Neto

Pr. Joaquim Neto

Sede Estadual – MG [email protected]

Pr. Leonardo Pinheiro

Pr. Leonardo Pinheiro

Sede Estadual – MA [email protected]

Pr. Wesley Santos

Pr. Wesley Santos

Sede Estadual – PR [email protected]

Pr. Neilton Rocha

Pr. Neilton Rocha

Sede Internacional – SP   [email protected]  

Pr. Reinaldo Rosário

Pr. Reinaldo Rosário

Sede Estadual – CE [email protected]

Pr. Delson Campos

Pr. Delson Campos

Sede Estadual – PE [email protected]

Pr. William Alves

Pr. William Alves

Sede Estadual – [email protected]

Pr. Fábio Henrique

Pr. Fábio Henrique

Sede Nacional em Portugal [email protected]

Pr. Sandro Pinheiro

Pr. Sandro Pinheiro

Sede Distrital – DF   [email protected]

Pr. Crescio Rezende

Pr. Crescio Rezende

Sede Estadual - RN [email protected]

Pr. Emerson Stevanelli

Pr. Emerson Stevanelli

Sede Estadual – PB [email protected] [email protected]

Pr. Luciano Alves

Pr. Luciano Alves

Sede Estadual – AM [email protected]

Pr. Raphael Batista

Pr. Raphael Batista

Sede Estadual – RS [email protected]

Pr. Carlos Pinheiro

Pr. Carlos Pinheiro

Sede Estadual – AL [email protected]

Preço médio dos combustíveis cai pela 3ª semana seguida, diz ANP

Pela terceira semana seguida está mais barato encher o tanque do carro. Levantamento divulgado nesta terça-feira, 26, pela Agência Nacional do Petróleo (ANP) mostra redução no custo médio dos combustíveis na semana entre 17 e 23 de junho.

O valor médio da gasolina caiu de 4,572 reais na pesquisa anterior para 4,538 reais neste levantamento. Por Estado, o maior custo médio para o combustível foi encontrado no Acre. Por lá, o litro saía por até 5,036 reais. Já a menor cotação média foi a do Amapá: 4,084 reais por litro.

O litro do diesel, uma das principais demandas dos caminhoneiros durante a greve de onze dias do mês passado, saiu de 3,434  reais para 3,397 reais. O litro mais caro é o do Acre, 4,356 reais. E o mais barato está no Paraná, 3,196 reais.

etanol, por sua vez, caiu de 2,948 reais para 2,920 reais. O custo mais alto está no do Rio Grande do Sul, 4,083 reais. E o menor preço é o do Mato Grosso, 2,675 reais.

Já o botijão de 13 kg do gás de cozinha, o GLP, teve leve aumento no preço, saindo da média de 68,85 reais para 68,91 reais. O Mato Grosso cobra o maior valor pelo, 95,67 reais. E a Bahia, o menor preço: 65,19 reais.

Fonte: VEJA


bannerMemorial

Aguarde Novas Atualizações