Pr. Sandro Pinheiro

Pr. Sandro Pinheiro

Sede Distrital – DF   [email protected]

Pr. Neilton Rocha

Pr. Neilton Rocha

Sede Internacional – SP   [email protected]  

Pr. Luciano Alves

Pr. Luciano Alves

Sede Estadual – AM [email protected]

Pr. Delson Campos

Pr. Delson Campos

Sede Estadual – PE [email protected]

Pr. Joaquim Neto

Pr. Joaquim Neto

Sede Estadual – MG [email protected]

Pr. Dionatan Freitas

Pr. Dionatan Freitas

Sede Estadual - GO [email protected]

Pr. Wesley Santos

Pr. Wesley Santos

Sede Estadual – PR [email protected]

Pr. Gilvan Gomes

Pr. Gilvan Gomes

Sede Estadual - SE [email protected]

Pr. Danyel Pagliarin

Pr. Danyel Pagliarin

Sede Estadual – RJ [email protected]

Pr. Crescio Rezende

Pr. Crescio Rezende

Sede Estadual - RN [email protected]

Pr. Raphael Batista

Pr. Raphael Batista

Sede Estadual – RS [email protected]

Pr. Regino Barros

Pr. Regino Barros

Sede Estadual – BA   [email protected]

Pr. William Alves

Pr. William Alves

Sede Estadual – [email protected]

Pr. Reinaldo Rosário

Pr. Reinaldo Rosário

Sede Estadual – CE [email protected]

Pr. Márcio Silva

Pr. Márcio Silva

Sede Estadual - PI [email protected]

Pr. Emerson Stevanelli

Pr. Emerson Stevanelli

Sede Estadual – PB [email protected] [email protected]

Pr. Fábio Henrique

Pr. Fábio Henrique

Sede Nacional em Portugal [email protected]

Pr. Leonardo Pinheiro

Pr. Leonardo Pinheiro

Sede Estadual – MA [email protected]

Pr. Carlos Pinheiro

Pr. Carlos Pinheiro

Sede Estadual – AL [email protected]

López Obrador inicia transição no México e recebe mensagem de Trump

Eleito presidente do México neste domingo, Andrés Manuel López Obrador anunciou que pretende iniciar a transição já nesta terça-feira, dia 3, quando se reunirá com o atual ocupante do cargo, Enrique Peña Nieto. Primeiro político de esquerda a vencer as eleições no país, López Obrador toma posse daqui a cinco meses, no próximo dia 1º de dezembro, para um mandato de seis anos.

Peña Nieto já o parabenizou por telefone e prometeu apoio para “uma transição ordenada e eficiente”. Em seu discurso, o presidente eleito, de 64 anos, disse ser “muito consciente da minha responsabilidade histórica” como primeiro político de esquerda a chegar ao cargo. “Não vou falhar com vocês”, prometeu.

Crítico do que considera ser uma forma branda com a qual o atual chefe de governo mexicano lida atualmente com o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, e seus planos para a construção de um muro na fronteira entre os dois países, o futuro presidente recebeu uma mensagem de congratulação do vizinho. Pelo Twitter – como são a grande parte de suas mensagens importantes –, Trump o parabenizou e disse que “há muito a ser feito” em prol de ambos os países.

“Parabéns para Andrés Manuel López Obrador por se tornar o próximo presidente do México. Eu estou ansioso para trabalhar com ele. Há muito a ser feito para beneficiar tanto os Estados Unidos quanto o México”, disse.

AMLO, como é conhecido, obteve 53% dos votos e venceu com tranquilidade o pleito deste domingo. Somados, os candidatos dos dois partidos que governam o país desde 1929 obtiveram apenas 38% dos votos – Ricardo Anaya, do PAN, teve 22%; José Antonio Meade, do PRI, partido de Peña Nieto, teve apenas 16%. Obrador recebeu felicitações dos adversários e de líderes internacionais.

Dirigido pelo socialista Pedro Sánchez, o atual governo da Espanha parabenizou AMLO e afirmou em comunicado oficial querer se juntar ao México “para construir juntos um futuro de prosperidade e estabilidade”.

“Vamos continuar trabalhando para aprofundar a relação bilateral e construir uma América Latina estável, integrada e democrática”, escreveu, em uma rede social, a chancelaria da Argentina. Ainda no Mercosul, o novo presidente recebeu felicitações do governante da Bolívia, Evo Morales. “Estamos seguros que seu governo escreverá uma nova página na história de dignidade e soberania latinoamericana”, escreveu.

Brasil

Até as 8h desta segunda-feira, o governo brasileiro não havia emitido comunicado oficial a respeito da vitória de López Obrador nem nos canais oficiais, nem nas redes sociais do presidente Michel Temer ou do ministro das Relações Exteriores, Aloysio Nunes.

Quem se apressou a celebrar foram os políticos de esquerda, que viram no resultado do pleito no México possíveis reflexos para o grupo nas eleições brasileiras de outubro. Pré-candidato à Presidência pelo PSOL, Guilherme Boulos parabenizou o futuro presidente e classificou a vitória dele como “sinal importante para toda a América Latina”.

Já a presidente nacional do PT, senadora Gleisi Hoffmann (PR), afirmou que “novos ventos sopram com López Obrador vencendo no México”. “O neoliberalismo que tem avançado em alguns países na America Latina por meio de golpes, perde pela decisão popular”, concluiu.

(Com EFE)

Fonte: VEJA


bannerMemorial

Aguarde Novas Atualizações