Pr. Reinaldo Rosário

Pr. Reinaldo Rosário

Sede Estadual – CE [email protected]

Pr. Crescio Rezende

Pr. Crescio Rezende

Sede Estadual - RN [email protected]

Pr. Joaquim Neto

Pr. Joaquim Neto

Sede Estadual – MG [email protected]

Pr. Fábio Henrique

Pr. Fábio Henrique

Sede Nacional em Portugal [email protected]

Pr. Sandro Pinheiro

Pr. Sandro Pinheiro

Sede Distrital – DF   [email protected]

Pr. Wesley Santos

Pr. Wesley Santos

Sede Estadual – PR [email protected]

Pr. Raphael Batista

Pr. Raphael Batista

Sede Estadual – RS [email protected]

Pr. Dionatan Freitas

Pr. Dionatan Freitas

Sede Estadual - GO [email protected]

Pr. Danyel Pagliarin

Pr. Danyel Pagliarin

Sede Estadual – RJ [email protected]

Pr. Regino Barros

Pr. Regino Barros

Sede Estadual – BA   [email protected]

Pr. Leonardo Pinheiro

Pr. Leonardo Pinheiro

Sede Estadual – MA [email protected]

Pr. Neilton Rocha

Pr. Neilton Rocha

Sede Internacional – SP   [email protected]  

Pr. Carlos Pinheiro

Pr. Carlos Pinheiro

Sede Estadual – AL [email protected]

Pr. Luciano Alves

Pr. Luciano Alves

Sede Estadual – AM [email protected]

Pr. Delson Campos

Pr. Delson Campos

Sede Estadual – PE [email protected]

Pr. William Alves

Pr. William Alves

Sede Estadual – [email protected]

Pr. Márcio Silva

Pr. Márcio Silva

Sede Estadual - PI [email protected]

Pr. Gilvan Gomes

Pr. Gilvan Gomes

Sede Estadual - SE [email protected]

Pr. Emerson Stevanelli

Pr. Emerson Stevanelli

Sede Estadual – PB [email protected] [email protected]

Câmara aprova urgência para projeto de privatização da Eletrobras

Câmara dos Deputados aprovou na noite desta terça (3) a tramitação em regime de urgência para o projeto do governo que facilita a privatização de seis distribuidoras de energia elétrica controladas pela Eletrobras.

O projeto de lei 10332/18 teve urgência aprovada com 226 votos favoráveis e 48 votos contrários. Agora, a matéria será encaminhada diretamente ao plenário e precisa de maioria simples para seguir para o Senado. A votação pode ocorrer ainda nesta quarta (4).

As seis distribuidoras que serão colocadas à venda são: Amazonas Energia, Centrais Elétricas de Rondônia (Ceron); Companhia de Eletricidade do Acre (Eletroacre); Companhia Energética de Alagoas (Ceal), Companhia de Energia do Piauí (Cepisa) e Boa Vista Energia, que atende Roraima. 

As empresas, que não têm contratos de concessão ativos, têm leilão marcado para dia 26 de junho. Em fevereiro, a Eletrobras determinou a venda das distribuidoras por um valor simbólico de R$ 50 mil, com cessão das dívidas das distribuidoras. 

De acordo com o BNDES, as seis distribuidoras atendem a cerca de 13 milhões de habitantes, em território correspondente a 29% do país.

O projeto é um pacote de propostas para solucionar pendências jurídicas que tornam as empresas pouco atraentes a investidores. Entre elas, a conciliação de prazos conflitantes entre contratos de venda de energia da termelétrica Mauá 3 e de prestação de serviço do gasoduto Urucu-Coari-Manaus. O primeiro vai até 2042, enquanto o segundo vai só até 2030. A proposta é que a termelétrica antecipe a entrega de eletricidade para que os prazos coincidam. 

O projeto também aumenta o prazo para o governo aportar R$ 3,5 bilhões destinados a cobrir despesas de termelétricas da região norte com compra de combustível da Petrobras. O aporte torna mais atraente o investimento nas distribuidoras Amazonas Energia, Centrais Elétricas de Rondônia (Ceron); Companhia de Eletricidade do Acre (Eletroacre) e Boa Vista Energia, que atende Roraima. 

Fonte: VEJA


bannerMemorial

Aguarde Novas Atualizações