Pr. Reinaldo Rosário

Pr. Reinaldo Rosário

Sede Estadual – CE [email protected]

Pr. Leonardo Pinheiro

Pr. Leonardo Pinheiro

Sede Estadual – MA [email protected]

Pr. Márcio Silva

Pr. Márcio Silva

Sede Estadual - PI [email protected]

Pr. Emerson Stevanelli

Pr. Emerson Stevanelli

Sede Estadual – PB [email protected] [email protected]

Pr. Joaquim Neto

Pr. Joaquim Neto

Sede Estadual – MG [email protected]

Pr. Sandro Pinheiro

Pr. Sandro Pinheiro

Sede Distrital – DF   [email protected]

Pr. Wesley Santos

Pr. Wesley Santos

Sede Estadual – PR [email protected]

Pr. Regino Barros

Pr. Regino Barros

Sede Estadual – BA   [email protected]

Pr. Gilvan Gomes

Pr. Gilvan Gomes

Sede Estadual - SE [email protected]

Pr. Crescio Rezende

Pr. Crescio Rezende

Sede Estadual - RN [email protected]

Pr. Danyel Pagliarin

Pr. Danyel Pagliarin

Sede Estadual – RJ [email protected]

Pr. Fábio Henrique

Pr. Fábio Henrique

Sede Nacional em Portugal [email protected]

Pr. Carlos Pinheiro

Pr. Carlos Pinheiro

Sede Estadual – AL [email protected]

Pr. William Alves

Pr. William Alves

Sede Estadual – [email protected]

Pr. Delson Campos

Pr. Delson Campos

Sede Estadual – PE [email protected]

Pr. Dionatan Freitas

Pr. Dionatan Freitas

Sede Estadual - GO [email protected]

Pr. Neilton Rocha

Pr. Neilton Rocha

Sede Internacional – SP   [email protected]  

Pr. Raphael Batista

Pr. Raphael Batista

Sede Estadual – RS [email protected]

Pr. Luciano Alves

Pr. Luciano Alves

Sede Estadual – AM [email protected]

Aluguel: inquilino leva vantagem na negociação

Quem pretende alugar um imóvel ou está na fase de renovação de contrato está com a faca e o queijo na mão. Com o alto número de imóveis vagos e os preços dos alugueis abaixo da inflação, a palavra de ordem é negociar.

De acordo com a pesquisa mensal de locação residencial do Secovi-SP (Sindicato da Habitação), nos últimos 12 meses, a variação ficou em -1,65%, percentual bem abaixo do IGP-M (Índice Geral de Preços – Mercado), da Fundação Getúlio Vargas.

O índice FipeZap (Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas) aponta uma pequena alta de 1,99% desde o início do ano, mas ainda assim abaixo da inflação que ficou em 2,94% (IPCA). “Esses índices refletem a realidade do mercado imobiliário”, avalia o economista Bruno Oliva da Fipe. “Pelos números, percebemos que houve uma redução de preços reais”.

“Em meados da década passada tivemos um boom dos preços dos aluguéis, com o ápice em 2011, agora vemos uma acomodação desses valores somado ao desaquecimento da economia”, diz Oliva.

Como existe uma grande oferta de imóveis vagos, há espaço para negociação entre inquilinos e proprietários. “É melhor abaixar o valor do aluguel que ter de pagar os custos de manutenção, impostos e no caso de apartamentos, o condomínio”, observa Juliana Inhasz professora de economia do Insper.

“A tendência é que haja a manutenção desse cenário para os próximos meses, muito difícil o país ter um salto de crescimento econômico e é preciso levar em consideração que o número de desempregados é muito alto, melhor caminho é negociar valores”, afirma Juliana.

Para quem está à procura de um imóvel para alugar, o Economia em 5 Minutos dá algumas dicas:

- Veja a quanto tempo o imóvel está vago. Mais tempo vazio, maiores as chances do proprietário negociar o valor.

- Compare os preços na região onde está procurando, avalie se o valor pedido é compatível com a região.

- Cuidado quando fizer a vistoria. Avalie se o imóvel está em perfeitas condições, se existe rachadura ou mofo. Evite dor de cabeça futura.

E para quem já alugou é o momento de negociar. Alguns proprietários até abrem mão dos reajustes da inflação. “Melhor ter uma renda menor, que ter um imóvel vazio”, pondera Juliana.

Fonte: R7


bannerMemorial

Aguarde Novas Atualizações