Pr. Gilvan Gomes

Pr. Gilvan Gomes

Sede Estadual - SE pr.gilvamgomes@pazevida.org.br

Pr. Gilson Marques

Pr. Gilson Marques

Sede Estadual – RS pr.gilsonmarques@pazevida.org.br

Pr. Fábio Henrique

Pr. Fábio Henrique

Sede Nacional em Portugal pr.fabiohenrique@pazevida.org.br

Pr. Ubyratan Araújo

Pr. Ubyratan Araújo

Sede Estadual – BA pr.ubyratan@pazevida.org.br

Pr. Luciano Alves

Pr. Luciano Alves

Sede Estadual – PE pr.luciano@pazevida.org.br

Pr. Sandro Pinheiro

Pr. Sandro Pinheiro

Sede Distrital – DF   pr.sandropinheiro@pazevida.org.br

Pr. Neilton Rocha

Pr. Neilton Rocha

Sede Estadual – RJ pr.neilton@pazevida.org.br

Pr. Jean Vilela

Pr. Jean Vilela

Sede Estadual - RN pr.jeanvilela@pazevida.org.br

Pr. Rodrigo Rosa

Pr. Rodrigo Rosa

Sede Estadual - GO pr.rodrigorosa@pazevida.org.br

Pr. Joaquim Neto

Pr. Joaquim Neto

Sede Internacional – SP   pr.joaquimneto@pazevida.org.br  

Pr. Danyel Pagliarin

Pr. Danyel Pagliarin

Sede Estadual – MG pr.danyelpagliarin@pazevida.org.br

Pr. Alex Oliveira

Pr. Alex Oliveira

Sede Estadual – PA pr.alexoliveira@pazevida.org.br

Pr. Elianderson Castro

Pr. Elianderson Castro

Sede Estadual – AM pr.elianderson@pazevida.org.br

Pr. Luiz Carlos

Pr. Luiz Carlos

Sede Estadual – MA pr.luizcarlos@pazevida.org.br

Pr. Delson Campos

Pr. Delson Campos

Sede Estadual – PR pr.delson@pazevida.org.br

Pra. Marta Aguiar

Pra. Marta Aguiar

Sede Estadual – SC pra.martaaguiar@pazevida.org.br

Pr. Regino Barros

Pr. Regino Barros

Sede Estadual – PB pr.reginobarros@pazevida.org.br

Pr. Crescio Rezende

Pr. Crescio Rezende

Sede Estadual – CE pr.crescio@pazevida.org.br

Pr. Márcio Silva

Pr. Márcio Silva

Sede Estadual - PI pr.marciodasilva@pazevida.org.br

Pr. Carlos Pinheiro

Pr. Carlos Pinheiro

Sede Estadual – AL pr.carlospinheiro@pazevida.org.br

A IMPORTÂNCIA DA LEITURA

 

“E te humilhou, e te deixou ter fome, e te sustentou com o maná, que tu não conheceste, nem teus pais o conheceram; para te dar a entender que o homem não viverá só de pão, mas de tudo o que sai da boca do SENHOR viverá o homem” (Dt 8:3, grifo nosso).

“Ele (Jesus), porém, respondendo, disse: Está escrito: Nem só de pão viverá o homem, mas de toda a Palavra que sai da boca de Deus” (Mt 4:4, grifo nosso).

 

Estimule seu cérebro. Diz a Neurociência que o melhor exercício para turbinar o cérebro é a leitura. Agora veja o que diz a Palavra de Deus: “BEM-AVENTURADO É AQUELE QUE LÊ...” (Ap 1:3).

O dicionário diz que Bem-aventurado: “aquele que é mais do que feliz, aquele que é bem-sucedido, aquele que é favorecido pelos Céus”.

O livro do Apocalipse tem seu início com a promessa da bem-aventurança para aqueles “que leem o Livro, ouvem as palavras da profecia, e guardam as coisas que nela estão escritas, porque o tempo está próximo” (Ap 1:3, grifo nosso).

Nessa reflexão vamos ver porque a leitura é importante também no sentido genérico. A Editora Vida fez um marcador de páginas resumindo em dez itens a importância da leitura sob o título: “Quem lê sabe mais”:

  1. Quem lê tem o que dizer;
  2. Quem lê tem melhores empregos;
  3. Quem lê tem mais amigos;
  4. Quem lê tem mais argumentos;
  5. Quem lê fala melhor;
  6. Quem lê tem mais oportunidade na vida;
  7. Quem lê descobre o mundo;
  8. Quem lê está sempre atualizado;
  9. Quem lê desvenda o conhecimento disponível;
  10. Quem lê exercita a mente.

Em Dt 17:19 está escrita a finalidade da leitura diária do Livro Sagrado: “E o terá consigo, e lerá nele todos os dias da sua vida para que aprenda a temer ao Senhor seu Deus, para guardar todas as palavras desta Lei e estes Estatutos, e para pô-los em prática”.

Mas não basta somente ler é preciso praticar o que está escrito.

Dt 31:11b diz: “Lerás esta Lei diante de todo o Israel, aos ouvidos deles”.

II Rs 23:2 diz: “O rei subiu à casa do SENHOR,com todos os homens de Judá, e todos os moradores de Jerusalém, com os sacerdotes e profetas e com todo o povo, desde o menor até ao maior; e leu aos ouvidos deles todas as palavras do livro da aliança, que tinha sido achado na casa do SENHOR” (grifo nosso).

Esses textos mostram que a Palavra de Deus é leitura essencial e abençoada para todos os seres humanos, sem exceção.

Lemos em Is 34.16a: “Buscai o livro... e lede”. A ordem é imperativa.

“Entra, pois, tu, e pelo rolo que escreveste da minha boca, lê as     palavras do SENHOR aos ouvidos do povo, na casa do SENHOR, no dia de jejum; e também, aos ouvidos de todos os de Judá, que vêm das suas cidades, as lerás” (Jr 36:6).

Por esse texto vemos que a preocupação do SENHOR ao escrever a Bíblia é que ela deve ser lida ao povo e pelo povo.

A falta de leitura da Palavra de Deus conduz a total ignorância das pessoas e até de reis e sábios como ocorreu com Belsazar que reinou na Babilônia. Em Dn 5:7, ele disse aos sábios da Babilônia: “Qualquer que ler este escrito, e me declarar a sua interpretação, será vestido de púrpura, e trará uma cadeia de ouro ao pescoço e, no reino, será o terceiro governante”.

Diz a Palavra de Deus:

“Então entraram todos os sábios do rei; mas não puderam ler o escrito, nem fazer saber ao rei a sua interpretação. Então o rei Belsazar perturbou-se muito, e mudou-se-lhe o semblante; e os seus senhores estavam sobressaltados. A rainha, por causa das palavras do rei e dos seus senhores, entrou na casa do banquete, e respondeu, dizendo: O rei vive para sempre! Não te perturbem os teus pensamentos, nem se mude o teu semblante. Há no teu reino um homem, no qual há o espírito dos deuses santos; e nos dias de teu pai se achou nele luz, e inteligência, e sabedoria, como a sabedoria dos deuses; e teu pai, o rei Nabucodonosor, sim, teu pai, o rei, o constituiu mestre dos magos, dos astrólogos, dos caldeus e dos adivinhadores; Porquanto se achou neste Daniel um espírito excelente, e conhecimento, e entendimento, interpretando sonhos e explicando enigmas, e resolvendo dúvidas, ao qual o rei pós o nome de Beltessazar. Chame-se, pois, agora Daniel, e ele dará a interpretação. Então Daniel foi introduzido à presença do rei. Falou o rei, dizendo a Daniel: És tu aquele Daniel, um dos filhos dos cativos de Judá, que o rei, meu pai, trouxe de Judá? Tenho ouvido dizer a teu respeito que o espírito dos deuses está em ti, e que em ti se acham a luz, e o entendimento e a excelente sabedoria. Agora mesmo foram introduzidos à minha presença os sábios e os astrólogos, para lerem este escrito, e me fazerem saber a sua interpretação; mas não puderam dar a interpretação destas palavras. Eu, porém, tenho ouvido dizer de ti que podes dar interpretação e resolver dúvidas. Agora, se puderes ler este escrito, e fazer-me saber a sua interpretação, serás vestido de púrpura, e terás cadeia de ouro ao pescoço e no reino serás o terceiro governante. Então respondeu Daniel, e disse na presença do rei: As tuas dádivas fiquem contigo, e dá os teus prêmios a outro; contudo lerei ao rei o escrito, e far-lhe-ei saber a interpretação” (Dn 5:8-17, grifo nosso).

E Daniel foi chamado para ler e interpretar o significado das três palavras enigmáticas que foram escritas apenas por uma mão misteriosa. E foi dito ao rei MENE, MENE significando enumerado, enumerado. TEQUEL significa pesado e PARSIM plural de PERES significa que o grande império babilônico seria dividido e dado aos medos e persas.

Então, podemos dizer que Daniel (servo do Senhor) foi o único que reunia todas as qualidades apontadas no início deste texto, provando assim, que ele era bem-aventurado conforme está escrito em Ap 1:3.

No Novo Testamento temos algumas questões colocadas por Jesus Cristo, atestando a ignorância de todos aqueles que não leem as Escrituras Sagradas.

“Diz-lhes Jesus: Nunca lestes nas Escrituras: A pedra, que os edificadores rejeitaram essa foi posta por cabeça do ângulo; Pelo Senhor foi feito isto, é maravilhoso aos nossos olhos?” (Mt 21:42, grifo nosso).

“E, acerca dos mortos que houverem de ressuscitar, não tendes lido no livro de Moisés como Deus lhe falou na sarça, dizendo: Eu sou o Deus de Abraão, e o Deus de Isaque, e o Deus de Jacó?” (Mc 12:26, grifo nosso).

“E Jesus, respondendo-lhes, disse: Nunca lestes o que fez Davi quando teve fome, ele e os que com ele estavam?” (Lc 6.3, grifo nosso).

“E, acerca dos mortos que houverem de ressuscitar, não tendes lido no livro de Moisés como Deus lhe falou na sarça, dizendo: Eu sou o Deus de Abraão, e o Deus de Isaque, e o Deus de Jacó?” (Mc 12.26, grifo nosso).

“E o anjo do Senhor falou a Filipe, dizendo: Levanta-te, e vai para o lado do sul, ao caminho que desce de Jerusalém para Gaza, que está deserta. E levantou-se, e foi; e eis que um homem etíope, eunuco, mordomo-mor de Candace, rainha dos etíopes, o qual era superintendente de todos os seus tesouros, e tinha ido a Jerusalém para adoração, Regressava e, assentado no seu carro, lia o profeta Isaías. E disse o Espírito a Filipe: Chega-te, e ajunta-te a esse carro. E, correndo Filipe, ouviu que lia o profeta Isaías, e disse: Entendes tu o que lês? E ele disse: Como poderei entender, se alguém não me ensinar? E rogou a Filipe que subisse e com ele se assentasse. E o lugar da Escritura que lia era este: Foi levado como a ovelha para o matadouro; e, como está mudo o cordeiro diante do que a tosquia, Assim não abriu a sua boca. Na sua humilhação foi tirado o seu julgamento; E quem contará a sua geração? Porque a sua vida é tirada da terra. E, respondendo o eunuco a Filipe, disse: Rogo-te, de quem diz isto o profeta? De si mesmo, ou de algum outro? Então Filipe, abrindo a sua boca, e começando nesta Escritura, lhe anunciou a Jesus. E, indo eles caminhando, chegaram ao pé de alguma água, e disse o eunuco: Eis aqui água; que impede que eu seja batizado? E disse Filipe: É lícito, se crês de todo o coração. E, respondendo ele, disse: Creio que Jesus Cristo é o Filho de Deus. E mandou parar o carro, e desceram ambos à água, tanto Filipe como o eunuco, e o batizou. E, quando saíram da água, o Espírito do Senhor arrebatou a Filipe, e não o viu mais o eunuco; e, jubiloso, continuou o seu caminho (Atos 8:26-39, grifo nosso).

Este último texto bíblico mostra a dificuldade de alguém que lê a Palavra de Deus pela primeira vez, mas não entende o que está escrito e precisa de alguém que já detém o conhecimento, para explicar o significado do texto para depois ser este praticado. E o Espírito Santo transportou o evangelista Filipe para ensinar ao servo da rainha de Candace, que estava com dificuldade para entender o que lia. E assim acontece com todos os que leem a Bíblia, mas não entende o que está lendo, mas, é o Espírito Santo que sempre ensina de alguma maneira.

Um método muito bom para ler a Palavra é fazer uma primeira leitura e assinalar o que não foi entendido, para voltar nestes textos em uma segunda leitura. Esse método é eficaz porque na próxima leitura é importante retomar todas as questões que não foram entendidas de imediato, e o Espírito Santo vai abrindo o entendimento para a compreensão. Por isso é muito importante antes de começar a ler, orar de conformidade com o Salmo 119:18, para que o Espírito Santo dê o entendimento da Palavra.

Todos, sem exceção, que levam a sério a leitura da Palavra de Deus (a Bíblia Sagrada), crescem no entendimento da Palavra, na vida espiritual e em todas as demais áreas da vida. Seria muito bom e útil que todos os cristãos percebessem a importância da leitura e compreensão da Palavra de Deus para que o Evangelho seja levado com eficácia a todas as criaturas que ainda estão sem salvação.

Deus quer que o Evangelho seja ensinado. E que os cristãos sejam firmes nos propósitos que Deus tem para cada um. Em II Tm 3:14-17 a Palavra é muito clara nesse sentido:

“Tu, porém, permanece naquilo que aprendeste, e de que foste inteirado, sabendo de quem o tens aprendido, e que desde a tua meninice sabes as Sagradas Escrituras, que podem fazer-te sábio para a salvação, pela fé que há em Cristo Jesus. Toda a Escritura é divinamente inspirada, e proveitosa para ensinar, para redarguir, para corrigir, para instruir em justiça; para que o homem de Deus seja perfeito, e perfeitamente instruído para toda a boa obra”.

Isaías explica a importância da visão dada ao ser humano:

“Por isso toda a visão vos é como as palavras de um livro selado que se dá ao que sabe ler, dizendo: Lê isto, peço-te; e ele dirá: Não posso, porque está selado” (Is 29:11, grifo nosso).

“Ou dá-se o livro ao que não sabe ler, dizendo: Lê isto, peço-te; e ele dirá: Não sei ler” (Is 29:12, grifo nosso).

Daí a razão da ordem de Deus em Habacuque: “Então o SENHOR me respondeu, e disse: Escreve a visão e torna bem legível sobre tábuas, para que a possa ler quem passa correndo (Hc 2:2, grifo nosso).

“E Pilatos escreveu também um título, e pô-lo em cima da cruz; e nele estava escrito: JESUS NAZARENO, O REI DOS JUDEUS. E muitos dos judeus leram este título; porque o lugar onde Jesus estava crucificado era próximo da cidade; e estava escrito em hebraico, grego e latim. Diziam, pois, os principais sacerdotes dos judeus a Pilatos: Não escrevas, O Rei dos Judeus, mas que ele disse: Sou o Rei dos Judeus. Respondeu Pilatos: O que escrevi, escrevi” (Jo 19:19-22, grifo nosso).

“Por não terem conhecido a este, os que habitavam em Jerusalém, e os seus príncipes, condenaram-no, cumprindo assim as vozes dos profetas que se leem todos os sábados” (At 13:27, grifo nosso)

“Tendo eles então se despedido, partiram para Antioquia e, ajuntando a multidão, entregaram a carta. E, quando a leram, alegraram-se pela exortação”. (Atos 15:30-31, grifo nosso).

“Não deixe passar a sua vida sem ter um encontro com a verdade. Nem tudo que nos ensinam e que praticamos está ligado à verdade. É um direito seu buscar a Verdade.”(Palavras de Sabedoria”, n. 182, de R. Nascimento).

“Porque a lei foi dada por Moisés; a graça e a verdade vieram por Jesus Cristo(Jo 1:17, grifo nosso).

Por Valdely Cardoso Brito

bannerMemorial

Aguarde Novas   Atualizações

 

   

 



 

Qual destas três Mensagens abaixo você gostaria de ouvir na segunda-feira 18/12/2017?