Pr. Regino Barros

Pr. Regino Barros

Sede Estadual – PE [email protected]

Pr. Gilvan Gomes

Pr. Gilvan Gomes

Sede Estadual - SE [email protected]

Pr. Ademir Pereira

Pr. Ademir Pereira

Sede Estadual - RN [email protected]  

Pr. Dionatan Freitas

Pr. Dionatan Freitas

Sede Estadual - GO [email protected]

Pr. Danyel Pagliarin

Pr. Danyel Pagliarin

Sede Estadual – RJ [email protected]

Pr. Neilton Rocha

Pr. Neilton Rocha

Sede Internacional – SP   [email protected]  

Pr. Márcio Silva

Pr. Márcio Silva

Sede Estadual - PI [email protected]

Pr. Leonardo Pinheiro

Pr. Leonardo Pinheiro

Sede Estadual – MA [email protected]

Pr. Joaquim Neto

Pr. Joaquim Neto

Sede Estadual – MG [email protected]

Pr. Sandro Pinheiro

Pr. Sandro Pinheiro

Sede Distrital – DF   [email protected]

Pr. Carlos Pinheiro

Pr. Carlos Pinheiro

Sede Estadual – AL [email protected]

Pr. Wesley Santos

Pr. Wesley Santos

Sede Estadual – PR [email protected]

Pr. William Alves

Pr. William Alves

Sede Estadual – PA [email protected]

Pr. Delson Campos

Pr. Delson Campos

Sede Estadual – BA   [email protected]

Pr. Danilo Queiroz

Pr. Danilo Queiroz

Sede Estadual – CE   [email protected]  

Pr. Emerson Stevanelli

Pr. Emerson Stevanelli

Sede Estadual – PB [email protected]

Pr. Luciano Alves

Pr. Luciano Alves

Sede Estadual – AM [email protected]

Pr. Fábio Henrique

Pr. Fábio Henrique

Sede Nacional em Portugal [email protected]

Pr. Raphael Batista

Pr. Raphael Batista

Sede Estadual – RS [email protected]

Suco de fruta aumenta risco de câncer, alerta estudo

Ingerir mais de 100 ml de suco industrializado ou natural por dia eleva o risco de câncer. Segundo pesquisadores, o principal vilão é o açúcar

Para aqueles que gostam de tomar suco durante as refeições, aqui vai uma má notícia: beber suco de fruta diariamente, incluindo o 100% natural, pode elevar o risco de câncer, segundo estudo publicado nesta quinta-feira no British Medical Journal. A pesquisa indica que apenas 100 mililitros (ml) por dia de suco, natural ou industrializado, está associado a um aumento de 12% na propensão ao desenvolvimento de câncer em geral. O risco é ainda maior para o câncer de mama: 15%. Já para quem costuma optar por bebidas gasosas, como refrigerantes, o risco sobe para 18% e 22%, respectivamente. 

De acordo com os pesquisadores, o açúcar é o principal vilão contido nas bebidas. “O alto consumo de bebidas açucaradas é um fator de risco para obesidade e ganho de peso. E a obesidade é, em si, um fator de risco para o câncer”, explicou Mathilde Touvier, principal autora do estudo, à CNN.

A equipe ressaltou, no entanto, que mesmo pessoas com Índice de Massa Corporal (IMC) normal apresentam riscos semelhantes para câncer em decorrência de sucos de frutas artificiais ou naturais, e refrigerantes. Isso acontece porque essas bebidas promovem o acúmulo de gordura corporal ao redor do abdômen – mesmo para quem consegue se manter dentro do peso adequado. Estudos anteriores descobriram que a gordura corporal está relacionada ao crescimento de tumores. 

A pesquisa revelou ainda que essa associação não foi encontrada em indivíduos que ingeriam versões diet. Isso reforça o fato de que o açúcar pode realmente ser o desencadeador do resultado. Ainda assim, os cientistas destacaram que esse achado deve ser interpretado com cautela, já que o consumo de bebidas dietéticas entre os participantes foi baixo.

Os pesquisadores salientaram também que o estudo não foi capaz de indicar uma relação direta que explique por que bebidas açucaradas podem causar câncer. Ou seja, serão necessárias mais investigações. 

Por enquanto, a recomendação é não ingerir mais do que um copo de suco por dia e evitar bebidas industrializadas. “A mensagem da totalidade das evidências sobre o consumo excessivo de açúcar e vários resultados de saúde é clara: reduzir a quantidade de açúcar em nossa dieta é extremamente importante”, disse Amelia Lake, da Teesside University, na Inglaterra.

O estudo

A equipe de pesquisadores franceses chegou a este resultado depois de analisar 101.257 pessoas (79% mulheres e 21% homens). Os participantes, com média de idade de 42 anos, foram orientados a preencher dois questionários sobre a dieta diária.

A análise inicial mostrou que os homens consumiam mais bebidas açucaradas por dia (90,3 ml) do que as mulheres (74,6 ml). Ao longo dos nove anos de acompanhamento, os cientistas registraram 2.193 casos de câncer – 693 de mama, 291 de próstata e 166 colorretais. A idade média de diagnóstico foi aos 59 anos. 

Depois de considerar os fatores de risco para câncer – idade, sexo, histórico familiar, tabagismo e atividade física -, a equipe concluiu que o consumo frequente de bebidas açucaradas (suco 100% de fruta, suco industrializado e refrigerantes) aumentam o risco de câncer, especialmente de mama. “Este estudo nos fornece alguns dados muito interessantes sobre bebidas açucaradas e câncer, uma vez que sugere que as bebidas açucaradas aumentam o risco de câncer, mesmo se você não estiver com sobrepeso ou obesidade”, comentou Susannah Brown, do World Cancer Research Fund, no Reino Unido, ao The Telegraph

Os pesquisadores ainda descobriram que bebidas diet podem não interferir no risco de câncer. No entanto, estudo anterior apontou que duas ou mais bebidas diet por dia eleva o risco de acidente vascular cerebral (AVC) isquêmico, ataques cardíacos e morte prematura em mulheres acima dos 50 anos. Portanto, toda e qualquer bebida deve ser consumida com cautela. 

Fonte: VEJA


bannerMemorial

Sexta, dia 01/11, às 19h     As Bênçãos de Moriá     Sede Rio Grande do Sul   Av. Farrapos, 602 - Centro - Porto Alegre - RS