Pr. Delson Campos

Pr. Delson Campos

Sede Estadual – BA   [email protected]

Pr. Carlos Pinheiro

Pr. Carlos Pinheiro

Sede Estadual – MA [email protected]

Pr. Neilton Rocha

Pr. Neilton Rocha

Sede Nacional – SP   [email protected]  

Pr. Ademir Pereira

Pr. Ademir Pereira

Sede Estadual - RN [email protected]  

Pr. Alexandre Teodoro

Pr. Alexandre Teodoro

Sede Estadual – RJ [email protected]

Pr. Danyel Pagliarin

Pr. Danyel Pagliarin

Sede Estadual – PR [email protected]

Pr. Regino Barros

Pr. Regino Barros

Sede Estadual – PB [email protected]

Pr. Wadson Medeiros

Pr. Wadson Medeiros

Sede Estadual – RS [email protected]

Pr. Marcelo Torres

Pr. Marcelo Torres

Sede Estadual - SE [email protected]

Pr. Weslley Santos

Pr. Weslley Santos

Sede Estadual – AL [email protected]

Pr. Márcio Silva

Pr. Márcio Silva

Sede Distrital – DF   [email protected]

Pr. Sandro Pinheiro

Pr. Sandro Pinheiro

Sede Estadual - PI [email protected]

Pr. Fábio Henrique

Pr. Fábio Henrique

Sede Nacional em Portugal [email protected]

Pr. Márcio Candido

Pr. Márcio Candido

Sede Estadual – PE [email protected]

Pr. Jean Vilela

Pr. Jean Vilela

Sede Estadual – MG [email protected]

Pr. David Scarinci

Pr. David Scarinci

Sede Estadual – PA   [email protected]

Pr. Luciano Alves

Pr. Luciano Alves

Sede Estadual – AM [email protected]

Pr. Joaquim Neto

Pr. Joaquim Neto

Sede Estadual – CE   [email protected]  

Ministério: 3ª dose acima de 70 começa a valer nesta quarta (15)

A aplicação da terceira dose de vacina contra a covid em idosos acima de 70 anos começa a valer a partir desta quarta-feira (15), segundo o Ministério da Saúde. 

Algumas capitais já anteciparam essa aplicação, como São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Porto Alegre, Curitiba, Florianópolis, Fortaleza, Recife, Salvador, Aracaju, São Luís, Goiânia, Vitória, Campo Grande, Rio Branco, Boa Vista e Palmas. 

O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, havia anunciado no dia 24 de agosto que essa dose de reforço seria destinada, inicialmente, a idosos acima de 80 anos e imunosuprimidos. Mas em um boletim divulgado na segunda-feira (13), o ministério anunciou que a aplicação já está autorizada para pessoas acima de 70 anos.

"Após ampla discussão na Câmara Técnica em Imunização da Covid-19, optou por adotar a administração, a partir do 15 de setembro de 2021, de dose de reforço da vacina para todos os  idosos acima de 70 anos".

A aplicação deve contemplar idosos a partir de 70 anos, que completaram o esquema vacinal há mais de 6 meses, e imunosuprimidos que tenham sido imunizados há pelo menos 21 dias, segundo a pasta.

Para esta dose adicional, Queiroga recomendou a vacina da Pfizer e, caso não esteja disponível, a da AstraZeneca ou Janssen como segundas opções, não mencionando a CoronaVac, segundo imunizante contra a covid mais aplicado no Brasil. 

A data foi escolhida a partir da expectativa de que todos os adultos com mais de 18 anos teriam recebido ao menos uma dose de um imunizante contra a doença. No entanto, na terça-feira (14), ainda faltavam 19,4 milhões de pessoas vacinadas para concluir essa meta, segundo dados do LocalizaSUS, plataforma do Ministério da Saúde. 

Nesta quarta-feira (15), às 9h, está previsto o envio dos lotes que completam 100% das primeiras doses da vacina covid-19 para a população adulta acima de 18 anos, com a presença de Queiroga, em Guarulhos (SP). 

Nesta semana em que o ministério da Saúde inicia a campanha de reforço da vacina contra covid-19 em idosos, o país também chega ao patamar de 93% deste grupo (27,7 milhões de indivíduos) com a imunização completa (duas doses ou dose única).

Segundo dados do LocalizaSUS, de segunda-feira (13), 95,3% (29,8 milhões) dos brasileiros acima de 60 anos tomaram ao menos uma dose ou a dose única.

Desde o início da campanha, em 17 de janeiro, 259,4 milhões de doses de vacinas contra a covid foram distribuídas aos estados. Cerca de 87% dos adultos acima de 18 anos já receberam a primeira dose, o que corresponde a 138,6 milhões de pessoas, e 46% estão com o esquema vacinal completo, o que equivale a 74,1 milhões de brasileiros, conforme dados do ministério. 

Fonte: R7

bannerMemorial

Aguarde atualizações