Pr. William Alves

Pr. William Alves

Sede Estadual – PA [email protected]

Pr. Danilo Queiroz

Pr. Danilo Queiroz

Sede Estadual – CE   [email protected]  

Pr. Danyel Pagliarin

Pr. Danyel Pagliarin

Sede Estadual – RJ [email protected]

Pr. Fábio Henrique

Pr. Fábio Henrique

Sede Nacional em Portugal [email protected]

Pr. Sandro Pinheiro

Pr. Sandro Pinheiro

Sede Distrital – DF   [email protected]

Pr. Wesley Santos

Pr. Wesley Santos

Sede Estadual – PR [email protected]

Pr. Dionatan Freitas

Pr. Dionatan Freitas

Sede Estadual - GO [email protected]

Pr. Raphael Batista

Pr. Raphael Batista

Sede Estadual – RS [email protected]

Pr. Emerson Stevanelli

Pr. Emerson Stevanelli

Sede Estadual – PB [email protected]

Pr. Neilton Rocha

Pr. Neilton Rocha

Sede Internacional – SP   [email protected]  

Pr. Ademir Pereira

Pr. Ademir Pereira

Sede Estadual - RN [email protected]  

Pr. Márcio Silva

Pr. Márcio Silva

Sede Estadual - PI [email protected]

Pr. Regino Barros

Pr. Regino Barros

Sede Estadual – PE [email protected]

Pr. Carlos Pinheiro

Pr. Carlos Pinheiro

Sede Estadual – AL [email protected]

Pr. Joaquim Neto

Pr. Joaquim Neto

Sede Estadual – MG [email protected]

Pr. Gilvan Gomes

Pr. Gilvan Gomes

Sede Estadual - SE [email protected]

Pr. Leonardo Pinheiro

Pr. Leonardo Pinheiro

Sede Estadual – MA [email protected]

Pr. Delson Campos

Pr. Delson Campos

Sede Estadual – BA   [email protected]

Pr. Luciano Alves

Pr. Luciano Alves

Sede Estadual – AM [email protected]

Mercado aumenta projeção de inflação e reduz crescimento do PIB

Analistas do mercado financeiro consultados pelo Banco Central aumentaram levemente a estimativa da inflação para 2019 e diminuíram a previsão de crescimento da economia. Segundo previsões compiladas pelo Boletim Focus, divulgado nesta segunda-feira, 11, o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA)passou de 3,85% para 3,87%. Já a estimativa do Produto Interno Bruto (PIB) foi reajustada de 2,30% para 2,28%.

A revisão do PIB para baixo é a segunda consecutiva. O Produto Interno Bruto é a soma das de todos os produtos e serviços produzidos no país no ano.

Caso feche em 3,87%, a inflação fica abaixo do centro da meta de inflação para este ano, definida pelo Conselho Monetário Nacional (CMN) que é 4,25%. Porém, estará dentro do intervalo de tolerância, entre 2,75% e 5,75%.

Com a finalidade de controlar a inflação e alcançar a meta, o BC usa como principal instrumento a taxa básica de juros, a Selic. Para o mercado financeiro, a Selic deve permanecer no patamar mínimo histórico de 6,5% ao ano, até o fim de 2019.

A previsão para a taxa de câmbio também permanece estável. Segundo os analistas ouvidos pelo BC, o dólar comercial deve fechar o ano cotado a 3,70 reais.

(Com Agência Brasil)

Fonte: VEJA

bannerMemorial

Quarta, dia 25/09, às 19h Busca do Espírito Santo     SEDE MINAS GERAIS     Av. Cristiano Machado, 22315 - Cidade Nova - Belo Horizonte - MG