Pr. Luciano Alves

Pr. Luciano Alves

Sede Estadual – AM [email protected]

Pr. Neilton Rocha

Pr. Neilton Rocha

Sede Internacional – SP   [email protected]  

Pr. Danilo Queiroz

Pr. Danilo Queiroz

Sede Estadual – CE   [email protected]  

Pr. Gilvan Gomes

Pr. Gilvan Gomes

Sede Estadual - SE [email protected]

Pr. Ademir Pereira

Pr. Ademir Pereira

Sede Estadual - RN [email protected]  

Pr. Carlos Pinheiro

Pr. Carlos Pinheiro

Sede Estadual – AL [email protected]

Pr. Joaquim Neto

Pr. Joaquim Neto

Sede Estadual – MG [email protected]

Pr. Leonardo Pinheiro

Pr. Leonardo Pinheiro

Sede Estadual – MA [email protected]

Pr. Fábio Henrique

Pr. Fábio Henrique

Sede Nacional em Portugal [email protected]

Pr. Regino Barros

Pr. Regino Barros

Sede Estadual – PE [email protected]

Pr. Delson Campos

Pr. Delson Campos

Sede Estadual – BA   [email protected]

Pr. Márcio Silva

Pr. Márcio Silva

Sede Estadual - PI [email protected]

Pr. Emerson Stevanelli

Pr. Emerson Stevanelli

Sede Estadual – PB [email protected]

Pr. Sandro Pinheiro

Pr. Sandro Pinheiro

Sede Distrital – DF   [email protected]

Pr. Danyel Pagliarin

Pr. Danyel Pagliarin

Sede Estadual – RJ [email protected]

Pr. Dionatan Freitas

Pr. Dionatan Freitas

Sede Estadual - GO [email protected]

Pr. Wesley Santos

Pr. Wesley Santos

Sede Estadual – PR [email protected]

Pr. William Alves

Pr. William Alves

Sede Estadual – PA [email protected]

Pr. Raphael Batista

Pr. Raphael Batista

Sede Estadual – RS [email protected]

Governo anuncia linha de crédito de até R$ 30 mil para caminhoneiro

O governo federal anunciou nesta terça-feira, 16, uma linha de crédito de até 30 mil reais para caminhoneiros autônomos. O crédito seria voltado para compra de pneus e manutenção dos veículos, segundo o ministro da Casa Civil, Onyx Lorenzoni.

A medida foi anunciada após diversas reuniões dos caminhoneiros autônomos com o governo, que detectou o risco de uma nova greve do setor. Na semana passada, devido à possibilidade de paralisação, o presidente Jair Bolsonaro interveio no anúncio do aumento do diesel. A Petrobras havia anunciado reajuste de 5,75% e voltou atrás.

No ano passado, caminhoneiros autônomos pararam por cerca de dez dias protestando contra a alta dos preços dos combustíveis e pedindo uma tabela de preços mínimo para o frete. Durante a paralisação, houve desabastecimento de combustíveis e de alimentos em boa parte do país.

Segundo Lorenzoni, a linha de crédito faz parte de uma agenda que está sendo discutida entre os caminhoneiros e o Ministério da Infraestrutura. Serão liberados 500 milhões de reais para essa linha via BNDES.

O caminhoneiro pode pegar o empréstimo primeiro nos bancos públicos, Banco do Brasil e Caixa, e depois nos “demais bancos e cooperativas de crédito de todo o Brasil”, segundo o governo. De acordo com o ministro, a linha de crédito é restrita a caminhoneiros que tenham até dois caminhões por CPF.

Demais medidas

O ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes, anunciou a liberação de 2 bilhões de reais para obras e manutenção de estradas consideradas prioritárias, entre elas a pavimentação da BR-163, que liga o Centro-Oeste ao Norte do país.

Haverá também manutenção nos pontos de parada dos caminhoneiros. “É um aumento de qualidade de vida e segurança para os caminhoneiros”, afirmou. Os contratos das novas concessões a serem lançadas trarão a obrigatoriedade de construção de pontos de parada adequados e com segurança, segundo o ministro.

Ainda de acordo com Freitas, o governo vai fomentar a criação de cooperativas de caminhoneiros. Além disso, há uma iniciativa de desburocratização, como a introdução de um documento único de transporte. Haverá um piloto a ser feito no Espirito Santo. Todos os documentos seriam reunidos em uma única nota.

Fonte: VEJA

bannerMemorial

Aguarde Novas Atualizações