Pr. Fábio Henrique

Pr. Fábio Henrique

Sede Nacional em Portugal [email protected]

Pr. Delson Campos

Pr. Delson Campos

Sede Estadual – BA   [email protected]

Pr. Luciano Alves

Pr. Luciano Alves

Sede Estadual – AM [email protected]

Pr. Carlos Pinheiro

Pr. Carlos Pinheiro

Sede Estadual – MA [email protected]

Pr. Danilo Queiroz

Pr. Danilo Queiroz

Sede Estadual – CE   [email protected]  

Pr. Alexandre Teodoro

Pr. Alexandre Teodoro

Sede Estadual – RJ [email protected]

Pr. Joaquim Neto

Pr. Joaquim Neto

Sede Estadual – PE [email protected]

Pr. Ademir Pereira

Pr. Ademir Pereira

Sede Estadual - RN [email protected]  

Pr. Márcio Candido

Pr. Márcio Candido

Sede Estadual – PA [email protected]

Pr. Weslley Santos

Pr. Weslley Santos

Sede Estadual – AL [email protected]

Pr. Jean Vilela

Pr. Jean Vilela

Sede Estadual – MG [email protected]

Pr. Danyel Pagliarin

Pr. Danyel Pagliarin

Sede Estadual – PR [email protected]

Pr. Dionatan Freitas

Pr. Dionatan Freitas

Sede Estadual - GO [email protected]

Pr. Raphael Batista

Pr. Raphael Batista

Sede Estadual – RS [email protected]

Pr. Marcelo Torres

Pr. Marcelo Torres

Sede Estadual - SE [email protected]

Pr. Sandro Pinheiro

Pr. Sandro Pinheiro

Sede Estadual - PI [email protected]

Pr. Neilton Rocha

Pr. Neilton Rocha

Sede Nacional – SP   [email protected]  

Pr. Márcio Silva

Pr. Márcio Silva

Sede Distrital – DF   [email protected]

Pr. Regino Barros

Pr. Regino Barros

Sede Estadual – PB [email protected]

Coronavírus: 46 mortes e 2.201 casos confirmados no Brasil

O Ministério da Saúde divulgou nesta terça-feira, 24, que o número de mortos em decorrência do novo coronavírus no Brasil para 46. Casos confirmados chegam aos 2.201.

Na última segunda-feira, 23, os dados relacionados a morte totalizavam 34 pessoas e casos confirmados chegavam a 1.891.

Com o número, o Brasil ultrapassa o número de mortes no Japão, que é de 42 pessoas.

Em coletiva de imprensa, o Ministério da Saúde informou que pretende disponibilizar 22,9 milhões de testes de Covid-19. “Estamos buscando toda a disponibilidade de testes no mercado internacional”, afirmou Wanderson Oliveira, Secretário de Vigilância em Saúde. Oliveira chamou o surto de coronavírus de “a maior pandemia deste século”.

Na mesma reunião foi afirmado que, em todo o mundo, a detecção dos pacientes é um desafio: a cada 100 infectados, apenas 14 são identificados.

Fonte: VEJA

bannerMemorial

Aguarde novas atualizações