SP: 39 cidades adotaram ou vão adotar restrições mais rígidas

Ao menos 39 cidades de São Paulo adotaram ou vão adotar medidas ainda mais restritivas para conter o avanço do contágio da covid-19. Todos os municípios sinalizaram para os escritórios da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Regional o endurecimento das regras atuais

do Plano São Paulo, como restingrir o funcionamento de supermercados e até mesmo novos lockdowns.

Os prefeitos se reuniram com o secretário de Desenvolvimento Regional, Marco Vinholi, na tarde do domingo (21), para pedir à gestão do governador João Doria (PSDB) medidas de combate à pandemia do coronavírus. Entre elas, os pedidos foram por mais vacinas, mais leitos de UTI (Unidades de Terapia Intensiva), mais vacinas contra o coronavírus e medidas de restrição de circulação ainda mais rígidas.

Mogi das Cruzes é a única cidade da região metropolitana que faz parte desse fechamento. Já na região de Campinas, apenas Pirassunga sinalizou adotar novas restrições.

No litoral, as cidades de Santos, São Vicente, Cubatão, Guarujá, Praia Grande, Bertioga, Mongaguá, Itanhaém e Peruíbe devem endurecer as restrições nos próximos dias.

Já no interior do estado, na região de Rio Preto, os municípios de São José do Rio Preto, Orindiúva, Bady Bassitt, Guapiaçu, Monte Aprazível, Cedral, Ibirá, Tanabi, Nova Granada, Palestina e Onda Verde também devem optar por novas medidas. 

Ribeirão Preto e Araraquara, que já adotaram lockdown, pretendem continuar restrigindo a circulação de pessoas para combater a contaminação. Ainda nesta região estão as cidades de Altinópolis, Barrinha, Brodowsky, Jaboticabal, Orlândia, Batatais e Sertãozinho. 

Completam a lista, na região de Bauru, Boraceia e Lins, e na região de Sorocaba, Itapeva, Buri e Capão Bonito.

Fonte: R7