Bradesco segue Selic e anuncia redução de juros em linhas de crédito

O Bradesco anunciou nesta quinta-feira, 1º, que também reduzirá as taxas de juros de suas principais linhas de crédito, acompanhando a decisão do Comitê de Política Monetária (Copom). Na pessoa física, a redução ocorrerá nas linhas de cheque especial, crédito pessoal e veículos (CDC). Na pessoa jurídica, o corte será nas linhas de capital de giro, cheque empresarial e veículos (CDC).

Outros bancos, como o Banco do Brasile o Itaú, anunciaram um dia antes que irão cortar taxas de juros de empréstimos após a decisão de reduzir em 0,5 ponto percentual a Selic, chegando em 6% ao ano. Mais cedo, antes mesmo do anúncio do Copom, a Caixa Econômica Federal havia anunciado corte em algumas de suas tarifas.

No caso do BB, as reduções foram no crédito para pessoas físicas, jurídicas e no financiamento imobiliário. No empréstimo pessoal, as taxas passam de 2,99% ao mês para 2,955. No crédito imobiliário, a taxa mínima no SFI (Sistema Financeiro de Habitação) cairá de 8,49% para 8,29%. Esse financiamento permite a utilização do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço, (FGTS) na compra de imóveis de até 1,5 milhão de reais.

Os juros para o financiamento automotivo também foram reduzidos, de  0,88% para 0,84%. Para as empresas, a operação de cheque, por exemplo, cai de 1,26% ao mês para 1,22%. As novas tarifas começam a valer em 5 de agosto.

Em comunicado, o Itaú Unibanco afirmou que repassará integralmente o corte de 0,5 ponto percentual da Selic para seus clientes a partir do dia 5. O banco não detalhou quais são as taxas cobradas hoje e como ficarão os juros das operações, mas disse que o repasse será no crédito para pessoas físicas e em capital de giro para empresas.

Fonte: VEJA