Pela Dor

Hoje, estou aqui para contar as maravilhas de Deus

 

Tânia Mara dedicou boa parte de sua vida aos demônios: "Eu era cavalo do diabo; espírita desde os quinze anos", contou ela ao pastor Ubyratan Araújo, durante um encontro de Paz e Vida na Sede Estadual do Rio de Janeiro.

Todo o fervor à serviço das entidades, no entanto, não a impediu de sofrer grandes perdas: "Nunca fui beneficiada, ao contrário, perdi, inclusive, filho e marido", observou.

Dores a levaram ao hospital. Lá, exames diagnosticaram dois nódulos no pulmão direito (o que causou espanto aos médicos por não se tratar de fumante). Desesperada e sem disposição para novas frustrações com o espiritismo, Tânia tomou a decisão de comparecer a Paz e Vida e iniciou uma Campanha de Oração em favor de sua saúde. "Eu acreditei que, por estar fazendo a campanha e perseverando em oração, quando me submetesse à nova tomografia, os nódulos não estariam mais lá. E foi exatamente o que aconteceu”, testemunhou ela, emocionada.

A situação de enfermidade de Tânia Mara a fez buscar a Deus e, hoje, ela está curada e feliz: “Eu vim pela dor, e hoje estou aqui para contar as maravilhas de Deus”, declarou.

 

 

Ouça o testemunho na íntegra