Você está na direção certa para realizar o seu sonho?

Ter foco, estratégias e visão são detalhes exponenciais na realização dos seus objetivos de vida. Sem direção, o povo cai, conforme a Palavra declara “Não havendo sábia direção, o povo cai, mas, na multidão de conselheiros, há segurança” (Pv 11.14).

Por isso, venha hoje na Sede Nacional da Paz e Vida buscar a direção de Deus para realizar os seus projetos e veja cada um deles realizados!

Bianca Pagliarin quer impulsionar você na Quinta da Visão!

Horário: 19 horas;

Endereço: Avenida Cruzeiro do Sul, 1.965, pertinho da Rodoviária do Tietê e com amplo estacionamento exclusivo e gratuito.

A entrada também é gratuita e Turminha Feliz funcionando para receber o seu filho!

Lute até conquistar!

Por Pastora Daniela Porto

Quem é Parakletos?

“Na Sua última noite de vida, Jesus disse aos discípulos que precisava voltar para casa, mas que, assim que chegasse lá, rogaria ao Pai para que nos enviasse ‘‘allos Parakletos’’, para ficar conosco para sempre. E, então, Jesus passou a dar detalhes fascinantes sobre Esta (ainda) desconhecida Pessoa. Como o Evangelho de João foi escrito originalmente em grego, os estudiosos do idioma dissecaram o nome PARAKLETOS, e descobriram que PARA significa ‘‘ao lado’’ e KLETOS quer dizer ‘‘chamado’’. Portanto, Parakletos significa: ‘‘chamado para ficar ao nosso lado’’. E quando o texto grego registrou allos, esta palavra quer dizer: ‘‘outro da mesma espécie’’, e não hetero, que significaria ‘‘outro de espécie diferente’’. Assim, o Espírito da Verdade é outro igual a Jesus, para ficar ao nosso lado para sempre. Não é anjo nem espíritos de falecidos. É a Terceira Pessoa da Trindade. PARAKLETOS É DEUS!” (PAGLIARIN, 2019, p. 7).

Você está recebendo agora um convite especial: venha HOJE em uma das unidades de Paz e Vida e receba uma palavra do céu para encher o seu coração do Parakletos na Reunião da Busca do Espírito Santo.

As reuniões acontecem às 9, 15 e 19 horas, no Brasil. Em Portugal, o horário é às 9, 15 e 20 horas.

E se você quer saber os nossos endereços, clique aqui.

Venha ser amigo de verdade de Parakletos na Paz e Vida!

Por Pastora Daniela Porto 

Assista hoje a uma programação especial para você na TV!

Assista hoje o programa: Paz e Vida no seu lar. Escolha a emissora:

Na TV Gazeta, canal 11, sempre a partir das 23h, de segunda a sábado. E aos domingos, a partir das 18h.

Na RBI, canal 14.1, em São Paulo. A programação vai ao ar de segunda a sábado, às 8h e também às 22h.

Na Megatv, canal 16.1, em São Paulo. A programação vai ao ar aos domingos, a partir das 6h.

As mensagens e ilustrações de Juanribe Pagliarin, bem como suas ministrações, fenômenos de audiência nas rádios em todo Brasil, agora disponíveis na TV para você e toda a sua família.

A apresentação do programa fica por conta dos pastores Giancarlo Pagliarin e Neilton Rocha.

Paz e Vida na TV: seja edificado pela palavra de Deus!

Por Pastora Daniela Porto

Substância achada em bactéria da Amazônia pode inovar tratamento de câncer e impedir a metástase

Estudo brasileiro aponta possível capacidade do pigmento, encontrado no rio Negro, de bloquear a migração das células tumorais para outras partes do corpo.

Um estudo recente realizado por uma estudante de doutorado da Unicamp (Universidade Estadual de Campinas) aponta que uma substância natural produzida por uma bactéria originária do rio Negro, no Amazonas, pode ser promissora no combate ao câncer ao evitar a metástase (espalhamento para outras partes do corpo) de tumor colorretal.

Por anos, estudiosos dedicam esforços para entender a atuação da violaceína, produzida pela bactéria Chromobacterium violaceum, no auxílio do combate ao câncer. O laboratório da universidade já estudou a ação da violaceína em diversos tipos de câncer, como a leucemia, próstata, pâncreas e mama.

Recentemente, a doutoranda do Instituto de Biologia da Unicamp Patrícia Fernandes de Souza identificou a capacidade do pigmento de impedir o agravamento do câncer colorretal.

Orientada pela professora de bioquímica do instituto Carmen Veríssimo Ferreira-Halder, elas descobriram que a violaceína tem a habilidade de diminuir ou bloquear a ação de algumas proteínas que possibilitam o crescimento do tumor, a metástase e a resistência ao tratamento.

“De alguma forma, a violaceína acaba desligando vias ou rotas metabólicas que são importantes para manter o tumor vivo e, muitas vezes, manter o tumor agressivo”, conta a professora.

O estudo busca identificar os principais agentes do tumor que ocasionam a piora dos quadros clínicos para, futuramente, desligá-los e fornecer informações relevantes para o desenvolvimento de remédios.

A violaceína e o câncer colorretal

De acordo com dados estimados pelo Inca (Instituto Nacional de Câncer), o segundo tipo de câncer mais incidente, tanto em homens quanto em mulheres, é o colorretal. Apesar disso, segundo a doutoranda, a maioria dos pacientes é assintomático e descobre o tumor em um estado avançado da doença, o que dificulta o tratamento.

Pensando nisso, o estudo detalha, principalmente, a via que permite que uma célula tumoral se torne invasiva, processo denominado transição epitélio-mesênquima. Quando ela ganha esta capacidade, consegue invadir diferentes locais e migrar para outros órgãos, ocasionando a metástase.

A partir de modelos que imitam tumores humanos, chamados de esferoides, a pesquisa constatou que a violaceína consegue bloquear esta transformação e induzir aquela célula tumoral à morte por apoptose – tipo de eliminação que é o mais indicado, pois destrói a célula sem causar uma reação impactante ao paciente, como uma resposta inflamatória.

Em laboratório, a equipe utilizou um método – fator de crescimento, chamado TGF-β – que estimulou a transformação da célula de câncer colorretal em uma com capacidade de migração, ou seja, com características metastáticas. Até mesmo neste caso, a violaceína conseguiu bloqueá-la.

“Nós tivemos a ideia de mimetizar o que acontece em seres vivos, porque esse TGF-β está presente no nosso organismo”, explica a doutoranda.

Aumento da eficácia de medicamentos

A pesquisa constatou ainda que a combinação da violaceína com o quimioterápico 5-fluorouracil, muito utilizado em tratamentos, melhorou a ação do medicamento e diminuiu as doses necessárias de duas a cinco vezes.

“Nós observamos que quando a gente trata essa célula com violaceína e com o quimioterápico, foi necessária uma dose menor para conseguir observar o efeito de inibição da proliferação da célula e também na impulsão da morte das células por apoptose”, detalha a professora.

A habilidade da violaceína de induzir a morte celular por apoptose também é um facilitador para o desenvolvimento de quimioterápicos. Um dos grandes desafios do tratamento de pacientes com câncer, segundo a orientadora do estudo, é combinar o efeito terapêutico com a qualidade de vida.

A maioria dos quimioterápicos tem efeitos colaterais fortes e a diminuição das doses pode significar uma redução das reações, além do aumento da qualidade de vida do paciente.

Próximos avanços

Os próximos avanços do estudo da doutoranda procurarão entender mais detalhadamente a forma de atuação e o porquê da violaceína ocasionar o declínio das proteínas associadas à metástase.

O grupo também irá aprofundar os estudos na utilização das doses e realizar testes com diferentes quimioterápicos. A linha de pesquisa do laboratório da universidade consegue avaliar as vias metabólicas, identificar proteínas importantes e a forma de atuação da violaceína nelas. Entretanto, para além destas informações, há a necessidade de modelos mais completos.

Os protótipos que já foram utilizados no estudo serviram para respaldar o próximo grande passo: o teste em animais.

“Com tudo que já temos comprovado, o passo seguinte é tratar animais”, informa o professor convidado do Instituto de Biologia da Unicamp Nelson Eduardo Duran.

E acrescenta: “Em alguns casos, nós já temos dados preliminares do tratamento em animais com violaceína, que ainda estão sendo analisados, mas tudo indica que realmente funciona muito bem”.

Contribuíram também para o desenvolvimento do estudo os doutores Alessandra Faria, Stefano Clerici, Erica Akagi, os professores Giselle Justo (UNIFESP) e Hernandes Carvalho (UNICAMP) e os assistentes técnicos Dra. Cláudia Soraggi e Luís Henrique Ribeiro (UNICAMP). As agências CAPES, CNPq e FAPESP financiaram a pesquisa (artigo publicado em J Cell Biochem. DOI: 10.1002/jcb.30295).

*Estagiária do R7 sob supervisão de Fernando Mellis

Fonte: R7

Vacinação contra gripe pode reduzir em 40% o risco de Alzheimer, aponta estudo

Pesquisas futuras devem avaliar se a vacinação contra a gripe também está associada à taxa de progressão dos sintomas em pacientes que já apresentam Alzheimer.

Pessoas que receberam pelo menos uma dose da vacina contra a gripe tiveram 40% menos probabilidade de desenvolver a doença de Alzheimer, ao longo de quatro anos, em comparação com não vacinados. É o que revela um novo estudo da UTHealth Houston, dos Estados Unidos.

A pesquisa comparou o risco de incidência da doença neurodegenerativa entre pacientes com e sem vacinação prévia contra a gripe em uma grande amostra nacional de adultos dos Estados Unidos com 65 anos ou mais.

Os resultados preliminares do estudo foram divulgados online de maneira antecipada. A versão final da pesquisa será publicada em agosto no periódico científico Journal of Alzheimer’s Disease.

“Descobrimos que a vacinação contra a gripe em adultos mais velhos reduz o risco de desenvolver a doença de Alzheimer por vários anos. A força desse efeito protetor aumentou com o número de anos que uma pessoa recebeu uma dose anual contra a gripe – em outras palavras, a taxa de desenvolvimento de Alzheimer foi mais baixa entre aqueles que receberam consistentemente a vacina contra a gripe todos os anos”, disse o pesquisador Avram S. Bukhbinder, primeiro autor do estudo, em comunicado.

Segundo o especialista, pesquisas futuras devem avaliar se a vacinação contra a gripe também está associada à taxa de progressão dos sintomas em pacientes que já apresentam Alzheimer.

O estudo ocorre dois anos depois que os pesquisadores da UTHealth Houston encontraram uma possível ligação entre a vacina contra a gripe e a redução do risco de doença de Alzheimer. A nova pesquisa analisou uma amostra maior do que as investigações anteriores, incluindo 935.887 pacientes vacinados contra a gripe e 935.887 pacientes não vacinados.

Durante as consultas de acompanhamento de quatro anos, cerca de 5,1% dos pacientes vacinados contra a gripe desenvolveram a doença de Alzheimer. Enquanto isso, 8,5% dos pacientes não vacinados desenvolveram o agravo durante o acompanhamento.

Para os especialistas, os resultados encontrados ressaltam o forte efeito protetor da vacina contra a gripe contra a doença de Alzheimer. No entanto, os mecanismos associados a este processo requerem um estudo mais aprofundado.

“Como há evidências de que várias vacinas podem proteger da doença de Alzheimer, estamos pensando que não é um efeito específico da vacina contra a gripe”, disse Paul. E. Schulz, professor de neurologia da McGovern Medical School. “Em vez disso, acreditamos que o sistema imunológico é complexo, e algumas alterações, como a pneumonia, podem ativá-lo de forma a piorar a doença de Alzheimer. Mas outras coisas que ativam o sistema imunológico podem fazê-lo de uma maneira diferente – uma que protege da doença de Alzheimer”, completa.

Estudos anteriores descobriram um risco reduzido de demência associado à exposição prévia a várias vacinas para adultos, incluindo as de tétano, poliomielite e herpes, além da vacina contra a gripe e outras.

Sobre a doença

A doença de Alzheimer é um transtorno neurodegenerativo progressivo e fatal que caracterizado pela deterioração cognitiva e da memória. Os sintomas incluem o comprometimento progressivo das atividades cotidianas e uma variedade de manifestações neuropsiquiátricas e de alterações comportamentais.

O quadro clínico está associado ao processamento errado de certas proteínas do sistema nervoso central, o que leva ao surgimento de fragmentos de proteínas mal cortadas, tóxicas, dentro dos neurônios e nos espaços que existem entre eles.

Como consequência, há perda progressiva de neurônios em regiões do cérebro, como o hipocampo, que controla a memória, e o córtex cerebral, essencial para a linguagem e o raciocínio, memória, reconhecimento de estímulos sensoriais e pensamento abstrato. Os sintomas da doença exigem cuidado integral às pessoas com Alzheimer.

No Brasil, estima-se que existam 1,2 milhão de casos, a maior parte deles ainda sem diagnóstico e, no mundo, cerca de 35,6 milhões de pessoas são diagnosticadas com a doença de Alzheimer.

Fonte: CNN BRASIL

Custo com energia e gás é mais de 30% do preço do pão, carne e leite

Brasileiros pagam duas vezes por eletricidade e gás natural: nas contas mensais e no valor embutido nos produtos que consomem.

Além do que é preciso para fazer funcionarem as lâmpadas, eletrodomésticos, chuveiros, fogões, fornos e aquecedores, os brasileiros consomem energia elétrica e gás natural indiretamente, incorporados na produção das mais diversas mercadorias. O gás que a padaria usa para assar os pãezinhos e bolos, a eletricidade que mantém a carne fresca no frigorífico, e a energia necessária para fabricar calçados e produtos de limpeza, por exemplo, estão embutidos nos preços desses itens, e têm impacto significativo no orçamento das famílias.

No caso do leite, para se ter uma ideia, do preço que o consumidor paga, 31,3% são referentes ao gasto com a energia usada no processo de produção, ou seja, quase um terço do valor total.

Para conhecer o verdadeiro reflexo do preço da energia nos produtos que os brasileiros consomem, a Abrace (Associação dos Grandes Consumidores Industriais de Energia e de Consumidores Livres) encomendou o estudo técnico “Os impactos dos preços da energia elétrica e do gás natural no crescimento e desenvolvimento econômico”, à Ex Ante Consultoria Econômica, divulgado nesta terça-feira (14).

O principal interesse da entidade foi verificar o peso do encarecimento da energia elétrica e do gás natural no consumo final das famílias, já que essas são duas importantes fontes de energia usadas na produção de mercadorias. Também foi estudado o impacto da alta das tarifas no orçamento familiar e sobre os custos de produção da indústria brasileira.

Segundo a Abrace, entre 2000 e 2019, a tarifa residencial de energia elétrica acumulou variação de 276,7%, e o custo do gás de botijão cresceu 260,7%, considerando dados do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística). A eletricidade e o gás usado em casa, entretanto, são apenas uma parte da energia necessária para atender às famílias brasileiras. É preciso contabilizar também o que está embutido nos bens e serviços consumidos. No café da manhã, além do leite, o pãozinho é o item em que mais pesa o aumento das contas de energia: 31% do preço final do pão é devido à energia e ao gás usados no processo de produção. Para a manteiga, o queijo e o iogurte, o peso da energia no preço final é de 26,2%. Esse repasse, segundo a Abrace, é inevitável.

O impacto da energia no preço das carnes é de 33,3%. Do preço final da cesta básica, ela representa 23,1%, considerando pescados, laticínios e farináceos.

Mas o reflexo direto do custo da energia sobre os preços não se limita à cesta básica. Ele é observado em itens do material escolar, peças do vestuário, bens de consumo duráveis e materiais de construção, como pode ser visto na tabela acima.

Desigualdade

O estudo mostra que as famílias com menor poder aquisitivo gastam relativamente mais com energia: em 2018, para as pessoas que recebiam salários de até R$ 1.908 por mês, as contas de luz e gás e as despesas com combustíveis correspondiam a 9,1% da renda total. Somando a energia contida nas mercadorias e serviços, as despesas totais se aproximam de 17,9% da renda familiar.

Para as famílias com renda mensal superior a R$ 1.908 e de até R$ 2.862, o gasto direto com energia, gás e combustível em 2018 comprometia 8,2% do orçamento, enquanto o custo total é calculado em 18%. Para a faixa com salário entre R$ 2.862 e R$ 5.724, os valores são 8,1% e 18,3%; para quem recebe entre R$ 5.724 e R$ 9.540, o gasto direto é de 7,2%, e o total fica em 17,9%.

A faixa de renda seguinte é das famílias que recebem entre R$ 9.549 e R$ 14.310, para as quais se calcula um gasto direto de 6,3% com energia, gás e combustível, e total de 17,4%. Depois, para quem ganha mensalmente de R$ 14.310 a R$ 23.850, os valores são 4,9% e 16,50%. Por fim, para rendas acima de R$ 23.850, o gasto direto com energia, gás e combustível é de 3,5% dos ganhos, enquanto o gasto total é de 15,4%.

Para a indústria

O aumento das despesas com energia contribuiu para acentuar a crise industrial e diminuiu o dinamismo do crescimento econômico. A queda da produção industrial conteve a taxa de expansão do PIB e reduziu a demanda por bens e serviços intermediários não produzidos, deixando de gerar renda e emprego.

Segundo o estudo, chama atenção o fato de que a indústria teve evolução desfavorável do custo unitário com energia elétrica. Entre 2000 e 2021, esse índice passou de R$ 100 para quase R$ 1.100, registrando um aumento de, aproximadamente, 1.084% em 21 anos. O custo unitário com gás natural da indústria brasileira teve variação acumulada de 1.894%, em 21 anos.

O processo de encarecimento da energia levou a perdas de produção e a uma redução intensa do investimento, com impacto sobre o crescimento econômico e a inflação.

Fonte: R7

Teste dos 10 segundos numa perna só mostra se sua saúde vai bem

Um teste de equilíbrio simples, como ficar numa perna só por apenas 10 segundo, pode determinar se a saúde de pessoas de meia-idade e idosos vai bem.

Cientistas brasileiros da Clinimex Medicina do Exercício, no Rio de Janeiro, concluíram após anos de estudo, que um teste de equilíbrio simples e seguro deve se tornar parte de um exame de saúde de rotina para adultos mais velhos. O estudo foi publicado no British Journal of Sports Medicine.

Pessoas de meia-idade incapazes de ficar nessa posição por esse período têm quase duas vezes mais chances de morrer na próxima década, de acordo com uma nova pesquisa. Por isso o teste, aparentemente simples, serve para ajudar na prevenção.

Exame de Rotina

Ao contrário da aptidão aeróbica, força muscular e flexibilidade, o equilíbrio tende a ser razoavelmente bem preservado até a sexta década de vida, quando começa a diminuir de forma relativamente rápida.

No entanto, o teste de equilíbrio normalmente não é incluído nos exames de saúde de pessoas de meia-idade e idosos, possivelmente porque não há um teste padronizado e há poucos dados concretos que o vinculem a lesões ou doenças além da queda, disseram os pesquisadores.

A equipe de pesqsuisadores queria saber se um teste de equilíbrio pode ser um indicador confiável do risco de morte de uma pessoa por qualquer causa na próxima década e se um teste deve, portanto, ser incluído nos exames de saúde de rotina.

Estudo

Eles usaram participantes do estudo CLINIMEX Exercise, que foi criado em 1994 para avaliar as ligações entre várias medidas de aptidão física e o risco de problemas de saúde e morte por problemas cardiovasculares.

O estudo atual incluiu mais de 1.700 participantes com idades entre 51 e 75 anos (idade média de 61 anos) em seu primeiro check-up, entre fevereiro de 2009 e dezembro de 2020. Cerca de dois terços (68%) eram homens.

Peso e várias medidas de espessura de dobras cutâneas mais o tamanho da cintura foram tomadas, assim como detalhes da história médica. Apenas aqueles com marcha estável foram incluídos.

O teste dos 10 segundos

Como parte do check-up, os participantes foram solicitados a ficar em uma perna por 10 segundos sem nenhum apoio adicional.

Eles foram solicitados a colocar a frente do pé livre na parte de trás da perna oposta, mantendo os braços ao lado do corpo e o olhar fixo à frente. Até três tentativas em cada pé foram permitidas.

Cerca de um em cada cinco (348 no total ou 20,5 por cento) não passou no teste e isso aumentou em conjunto com a idade, mais ou menos dobrando em intervalos de cinco anos de 51 a 55 anos.

Entre os 51-55, quase cinco por cento falharam; para pessoas de 56 a 60 anos, oito por cento; para pessoas de 61 a 65 anos, 18%; e para pessoas de 66 a 70 anos, 37%.

Mais da metade das pessoas com idades entre 71 e 75 anos não conseguiu completar o teste, o que significa que as pessoas nessa faixa etária tinham mais de 11 vezes mais chances de falhar do que aquelas 20 anos mais jovens.

Durante um período de monitoramento de sete anos, 123 (sete por cento) pessoas morreram.

Doenças

Essas mortes incluíram: câncer (32%), doenças cardiovasculares (30%), doenças respiratórias (nove por cento) e complicações do COVID (sete por cento).

Não houve tendências temporais claras nas mortes, ou diferenças nas causas, entre aqueles capazes de completar o teste e aqueles que não puderam fazê-lo.

No entanto, a proporção de mortes entre aqueles que falharam no teste foi significativamente maior: 17,5% contra 4,5%, uma diferença absoluta de pouco menos de 13%.

Em geral, aqueles que falharam tinham uma saúde pior. Muitos eram obesos e/ou tinham doenças cardíacas, ou tinham pressão alta e muita gordura no sangue.

O diabetes tipo dois foi três vezes mais comum nesse grupo, cerca de 38% contra 13% naqueles que passaram no teste.

Risco de morte

Depois de contabilizar idade, sexo e condições subjacentes, a incapacidade de ficar sem apoio em uma perna por 10 segundos foi associada a um risco aumentado de 84% de morte por qualquer causa na próxima década.

“Este é um estudo observacional e, como tal, não pode estabelecer a causa”, disse o autor do estudo, Dr. Claudio Gil Araujo, da Clinimex Medicina do Exercício, Brasil.

“Como os participantes eram todos brasileiros brancos, as descobertas podem não ser mais amplamente aplicáveis ​​a outras etnias e nações. E informações sobre fatores potencialmente influentes, incluindo histórico recente de quedas, níveis de atividade física, dieta, tabagismo e uso de drogas que podem interferir no equilíbrio, não estavam disponíveis”.

“O teste de equilíbrio de 10 segundos fornece feedback rápido e objetivo para o paciente e profissionais de saúde em relação ao equilíbrio estático”, acrescentou o Dr. Araujo. “O teste adiciona informações úteis sobre o risco de mortalidade em homens e mulheres de meia-idade e idosos”.

Com Informações do GNN

Espalhe notícia boa!

Fonte: SóNotíciaBoa

Juanribe Pagliarin vai declarar bênçãos sobre você hoje na Paz e Vida! Vem para cá!

O Fundador e Presidente da Comunidade Cristã Paz e Vida, Pastor Juanribe Pagliarin tem um Encontro marcado com você na Sede Nacional da Paz e Vida em São Paulo. Unção, oração, palavra, cura e milagres te esperam às 10h e 18h.

Anote o endereço da Sede Nacional da Paz e Vida: Avenida Cruzeiro do Sul, 1965, Santana, pertinho do Metrô Portuguesa-Tietê e com amplo estacionamento gratuito para carros e motos.

Se você estiver em outro estado do Brasil e até mesmo no exterior, assista pelo Youtube.com/juanribe

Compareça!

Por Pastora Daniela Porto

Venha hoje com sua família na Paz e Vida!

Venha hoje com os seus familiares na Paz e Vida e declare que a sua casa é um presente de Deus. Existem inúmeras bênçãos para a família na Palavra de Deus e você deve declarar com amor e zelo cada uma delas. Aqui na Paz e Vida nós valorizamos a família!

Participe hoje!

As reuniões acontecem no Brasil às 8h, 15h e 18h. E em Portugal, às 10h, 15h e 18h.

Na Sede Nacional em São Paulo temos 5 reuniões: às 6h30, 8, 10, 15 e 18 horas.

Para mais endereços de Paz e Vida, acesse:  https://www.pazevida.org.br/enderecos

Compareça!

Por Pastora Daniela Porto

Venha hoje na Consagração Trimestral na Paz e Vida

Hoje acontece em algumas Sedes da Paz e Vida a Reunião de Consagração Trimestral, na qual pastores e obreiros oram por sua vida profissional e consagram a Deus os próximos 3 meses da sua vida.

Já tem gente contando o testemunho. Seja você o próximo.

Anote os horários e endereços:

SP – Sede Nacional da Paz e Vida: Av. Cruzeiro do Sul, 1965 – Santana – São Paulo – Reunião às 10h, com ministração do Pastor Ricardo Braga e às 18h, com a ministração do Superintendente Geral da Paz e Vida, Pastor Neilton Rocha.

AM – Sede Estadual: Em Manaus, na Av. Cosme Ferreira, 816 – Coroado I, às 10h, com a ministração do Diretor Estadual, Pastor Márcio Cândido.

MA – Sede Estadual: Em São Luís, na Av. Kennedy, 1380, Bairro de Fátima às 10 e 18h, com a ministração do Diretor Estadual, Pastor Carlos Pinheiro.

MG – Sede Estadual: Em Belo Horizonte, na Av. Cristiano Machado, 2315, às 10 e 18h, com a ministração do Diretor Estadual, Pastor Jean Vilela.

PA – Sede Estadual: Em Belém, na Travessa Jutaí, 200 – São Brás, às 10 e 18h, com a ministração do Diretor Estadual, Pastor David Scarinci.

PI – Sede Estadual: Em Teresina, na Rua Paissandu, 746 – Centro, às 10h e às 18h, com a ministração do Diretor Estadual, Pastor Sandro Pinheiro.

PB – Sede Estadual: Em João Pessoa, na Av. Presidente Epitácio Pessoa, 445 – Bairro dos Estados, às 10h, com a ministração do Diretor Estadual, Pastor Regino Barros.

PR – Sede Estadual: Em Curitiba, na Av. Marechal Floriano Peixoto, 8195 – Boqueirão, às 10h e 18h, com a ministração do Diretor Estadual, Pastor Gabriel Martins.

RJ – Sede Estadual: No Rio de Janeiro, na Av. Vicente de Carvalho, 1121 – Vila da Penha, às 15h, com a ministração do Diretor Estadual, Pastor Victor Apolinário.

RN – Sede Estadual: Em Natal, na Av. Senador Salgado Filho, 1950, às 15h, com a ministração do Diretor Estadual, Pastor Ademir Pereira.

RS – Sede Estadual: Em Porto Alegre, na Av. Farrapos, 602 – Centro, às 10h e 18h, com a ministração do Diretor Estadual, Pastor Wadson Medeiros.

Participe!

Por Pastora Daniela Porto