Skip to content

CASAIS COM PAZ E VIDA

É possível financiar placas de energia solar em várias vezes e, com isso, reduzir o valor da conta de energia elétrica em até 90% no final do mês. O ganho com a energia sustentável é enorme, por isso tem atraído tantos brasileiros nos últimos tempos.

O Banco BV, maior financiado de energia solar do país, tem diversos planos que chegam a financiar até 100% do projeto. Além de economizar, a energia renovável tem baixo impacto ambiental porque é um recurso totalmente limpo.

De acordo com a Associação Brasileira de Energia Solar Fotovoltaica (Absolar), a energia hoje é a segunda maior fonte na matriz elétrica do país, representando 14,3%.

Estados que mais financiam

São Paulo é o estado que tem a maior potência, com 13,7%, ficando na frente de Minas Gerais, com 13,1%.

Cada vez mais brasileiros têm buscado a solução com as placas fotovoltaicas, e o banco BV é um dos mais recorridos.

Com uma carteira de crédito de R$ 4,7 bilhões no primeiro trimestre, o BV tem mais de 17 mil parceiros habilitados.

“Mantemos essa linha de crédito desde 2017. Nosso objetivo é contribuir cada vez mais para a democratização da energia solar no país”, disse Mariana Grana, superintendente de Solar no banco.

Mariana explicou ainda, que a linha de crédito oferecida pela instituição leva em conta várias etapas.

“Primeiro passo para fazer a instalação é simular o seu padrão de consumo, qual seria a potência do projeto e a área necessária do detalha. O passo seguinte é uma visita técnica de um profissional especializado, que avalia as condições do local e adequar o projeto às especificidades da residência ou negócio, disponibilizando o orçamento e as condições de financiamento.

Por último, com a decisão tomada o cliente tem acesso ao crédito de maneira totalmente digital.

Vantagens

As vantagens da energia solar são muitas, reduz o valor da conta, monitora o consumo e proporciona uma previsibilidade dos gastos.

Outra vantagem se dá na valorização do imóvel. As placas solares agregam valor na hora da venda da residência ou ponto comercial.

A manutenção também é atrativa, sendo de baixo custo e durando em média 25 anos.

“Em geral, as parcelas têm um custo similar à conta de luz, com isso, não geram impacto significativo no orçamento familiar, uma vez que o valor que era dedicado à conta de luz passa a ser destinado para o financiamento”, explicou Marina.

Funcionamento

O valor da instação vai variar de acordo com a tecnologia dos equipamentos, potência e localização do imóvel.

Hoje duas opções estão disponíveis: híbrida ou autônoma.

Na modalidade híbrida, os painéis captam os raios solares e geram energia que complementa o abastecimento tradicional. O imóvel continua conectado à distribuidora local e quando não há sol, o sistema puxa a eletricidade da companhia.

O excedente gerado é direcionado para a própria distribuidora, o que gera créditos e abatimento no valor da conta para o consumidor.

A opção autônoma é focada em regiões mais afastadas das cidades. Nessa categoria, a energia excedente gerada pelas placas é armazenada em baterias.

Dessa maneira, o cliente pode ter energia em dias chuvosos, nublados ou durante a noite.

Fonte: SóNotíciaBoa

WP Radio
WP Radio
OFFLINE LIVE