Skip to content

CASAIS COM PAZ E VIDA

Aparelhos TV Box são usados para dar acesso, de forma ilegal, a conteúdos como filmes, séries e canais de TV por assinatura. Valor estimado dos itens confiscados chega a R$ 400 milhões.

A Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) anunciou nesta quinta-feira (8) que retirou de circulação mais de 1,4 milhão de aparelhos de TV Box, popularmente chamados de “gatonet”. O valor estimado desses aparelhos apreendidos soma quase R$ 400 milhões.

Contexto: A ação contra a pirataria faz parte do Plano de Combate ao Uso de Decodificadores Clandestinos da agência e visa coibir o uso de TVs Box não homologadas, ou seja, que não possuem certificado de conformidade de uso seguro.

A fiscalização observou a oferta desse tipo de produto pirata na internet e em feiras populares.

De acordo com a Anatel, há cerca de 5 milhões a 7 milhões desses aparelhos no país.

A Anatel também informou que, gradualmente, vai bloquear servidor que emite sinal para os aparelhos piratas.

Prejuízo bilionário e risco ao usuário: A TV Box é um dispositivo conectado à internet que, de forma pirata, dá acesso a filmes, séries ou canais de televisão.

Associação Brasileira de Televisão por Assinatura estima que, por ano, o impacto da pirataria custe R$ 15 bilhões por ano.

Em 2022, a Anatel já havia emitido alerta do uso desses equipamentos ilegais e constatou presença de malware.

malware é uma espécie de vírus capaz de capturar dados dos usuários, como registros financeiros, arquivos e fotos.

“Existe risco à segurança do usuário. Não apenas rouba os dados do usuário da TV Box, qualquer aparelho ligado ao roteador que está ligado à TV Box pode ter seus dados roubados“, afirmou Hermano Tercius, superintendente de Fiscalização da Anatel.

“Uma rede de robôs pode usar a TV Box para fazer ataques. São ataques que tentam indisponibilizar um serviço”, disse o superintendente.

Perigo: O presidente da Anatel, Carlos Baigorri, disse que adquirir o produto ilegal é como levar o “inimigo” para dentro de casa.

Você está colocando um inimigo dentro de casa. Então, se você conecta no Wi-Fi da casa e seu celular também, ele [a pessoa que vendeu a TV Box] tem como roubar”, afirmou Baigorri.

“Tudo que você faz no seu celular, uma pessoa está olhando. Esses equipamentos podem ser controlados por terceiros”, alertou.

Fonte: G1

WP Radio
WP Radio
OFFLINE LIVE