Skip to content

Precisamos de leis para regular inteligência artificial e plataformas, diz especialista

À CNN Rádio, Fabro Steibel afirmou que problema é “sistêmico” e deve ser “atacado sob diferentes frentes”.

O Brasil precisa de leis para regular a inteligência artificial, as plataformas e os crimes eleitorais associados à desinformação.

Esta é a avaliação do diretor-executivo do Instituto Tecnologia e Sociedade.

À CNN Rádio, ele afirmou que o debate foi intenso no ano passado, mas que essa discussão perdeu força.

“Temos pautas do mundo digital que precisam avançar. O problema é sistêmico e tem de ser atacado sob diferentes frentes”, completou.

Para o especialista, esta é a melhor forma para controlar o problema.

União Europeia chegou a um acordo provisório sobre uma legislação inédita no mundo para regular o uso da inteligência artificial.

Segundo Fabro, a ideia europeia é criar regras para qualquer uso da inteligência artificial.

“Os que tiverem mais riscos, como a democracia, precisam de regras mais restritas, enquanto os que oferecerem menos, precisam de menos restrições”, disse.

Paralelamente a isso, a visão dos Estados Unidos prevê “deixar que o mercado se autorregule.”

“O modelo do Senado é parecido com o europeu, enquanto o da Câmara se assemelha ao dos EUA”, explicou.

De qualquer forma, Fabro acredita que o “problema é complexo” e, portanto, precisa ser discutido.

*Com produção de Isabel Campos

Fonte: CNN BRASIL